Economia e Finanças

ABComm projeta crescimento de 18% no fim de ano

O ano de 2021 reforçou a importância do comércio eletrônico brasileiro e deve trazer um novo impacto positivo, após a Black Friday, para as tradicionais compras de fim de ano. É o que mostram as expectativas da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm).

No total, as lojas virtuais do país devem movimentar R$ 16,6 bilhões entre os dias 15 de novembro e 24 de dezembro, véspera de Natal, com um total de 37,5 milhões de pedidos. O desempenho representa um crescimento de 18% em relação ao resultado de 2020. O tíquete médio deve ficar em torno de R$ 445, com destaque para as categorias “informática”, “celulares”, “eletrônicos”, “brinquedos” e “moda e acessórios”.

“As compras por canais digitais trazem inúmeras vantagens aos consumidores, que se preparam para aproveitar os descontos oferecidos pelas lojas nesses períodos de maior demanda. O combo Black Friday e fim de ano, portanto, representa o período mais importante para o setor”, explica Mauricio Salvador, presidente da Associação Brasileira de Comércio Eletrônico.

Compartilhe:
Relacionadas
Economia e Finanças

Startups podem obter crédito para acessar soluções tecnológicas

O Serpro, estatal do governo federal que é a maior empresa pública de tecnologia do mundo, está com edital aberto para apoiar o modelo de negócios de startups brasileiras do setor de inovação. O programa Serpro Booster seleciona empresas nascentes de tecnologia e oferece créditos para que elas acessem algumas das melhores soluções tecnológicas de administração de dados públicos do país. Compartilhe:
Economia e Finanças

Empréstimo pode ajudar pequenos empresários, mas precisa ser bem planejado

No final de abril, o governo editou uma medida provisória que vai oferecer R$ 23 bilhões em crédito para pequenos negócios. Segundo o Ministério da Economia, a expectativa é que os recursos sejam disponibilizados em até 2 meses em mais de 40 bancos. Compartilhe:
Economia e Finanças

Em tempos de inflação alta, maior variedade de produtos vira trunfo no e-commerce

Mais uma vez, o Mercado Livre mostrou um volume de vendas totais difíceis de superar. Foram US$ 7,7 bilhões no primeiro trimestre, crescimento de 26,5%, em dólar, e de 31,6% em moeda constante na comparação com o mesmo período de 2021. Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.