Pesquisas

Brasileiros que pretendem celebrar o Natal devem desembolsar, em média, R$ 289 com a ceia

Este ano, com o avanço da vacinação, os brasileiros estão mais animados para as comemorações de Natal. De acordo com um levantamento realizado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com a Offer Wise Pesquisas, os brasileiros devem gastar, em média, R$ 289,12 com a ceia/almoço de Natal, valor R$ 64 acima do que o apresentado em 2020.

Baixe a pesquisa completa.

Os dados também mostram que metade (49%) dos entrevistados pretende celebrar a data em casa, uma queda de 7 pontos percentuais em relação ao ano passado, enquanto 18% na casa de outros parentes e 16% na casa dos pais.

Além disso, 33% dos entrevistados planejam dividir as despesas da festa compartilhando os custos entre os familiares, 29% pretendem dividir as despesas com cada pessoa/família levando um prato e 13% pretendem arcar com todas as despesas da comemoração.

O presidente da CNDL, José César da Costa, destaca a importância de planejar os gastos para evitar dor de cabeça depois.

“Este ano as pessoas estão mais seguras para se reunir em eventos de final de ano, mas isso não significa que devemos nos exceder nos gastos. Dividir as despesas é uma estratégia interessante, ao evitar que os custos sobrecarreguem o bolso de uma única pessoa. Outra dica é pesquisar bem os preços e, se possível, sair de casa com uma lista incluindo todos os itens que serão comprados para a ceia”, orienta.

O levantamento revela ainda a intenção das pessoas em renovar o guarda-roupa para passar o Natal. Em cada dez brasileiros que vão celebrar o Natal, seis (64%) disseram que vão comprar alguma peça nova de vestuário ou acessório, percentual que sobe para 77% entre os mais jovens. O gasto médio previsto deve ser de R$ 249,75.

Relacionadas
Pesquisas

Inadimplência tem pequena queda e atinge 65,06 milhões de brasileiros

Em comparação ao ano passado, número de inadimplentes do Brasil teve crescimento de 8,79%. Média das dívidas é de R$ 3.812.
Pesquisas

Para brasileiros, combate à corrupção deve ser prioridade do governo em 2023

Sondagem da CNDL e o SPC Brasil revela o que os brasileiros esperam do novo governo em 2023.
Pesquisas

Inadimplência cresce e atinge 65,53 milhões de brasileiros

Número de inadimplentes do Brasil teve crescimento de 9,68% em comparação a novembro de 2021. Média das dívidas é de R$ 3.775,32.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.