21 jul, 2024
0 ° C

CDL Campos: parcerias para o desenvolvimento da cidade

Em Campos dos Goytacazes, os setores produtivos acreditam na prosperidade econômica nos próximos anos

Vista aérea da maior cidade do interior do estado do Rio de Janeiro

Em Campos dos Goytacazes, os setores produtivos acreditam na prosperidade econômica nos próximos anos

Para Edvar de Freitas, o comércio forte, o desenvolvimento do turismo e o crescimento dos setores agrícola e de petróleo e gás tornam Campos dos Goytacazes uma cidade próspera
Foto: divulgação/CDL Campos

Em Campos dos Goytacazes, considerada a maior cidade do interior do estado do Rio de Janeiro, o movimento de dirigentes lojista trabalha pelo fortalecimento do comércio local há 60 anos, e os resultados não poderiam ser melhores: o setor de comércio e serviços é o principal responsável pela geração de emprego e renda no município.

“O comércio é o maior gerador de postos de trabalhos na cidade e a CDL – Câmara de Dirigentes Lojistas é de fundamental importância para o empreendedorismo e desenvolvimento do setor”, afirma Edvar de Freitas Chagas Júnior, atual presidente da CDL Campos.

A entidade surgiu no dia 30 de maio de 1963, ainda como Clube de Diretores Lojistas. “São quase 60 anos de uma linda história e muito trabalho, que são recompensados com o reconhecimento da opinião pública, não só na relação comercial, mas também social”, conta Edvar de Freitas.

Os 60 anos da CDL serão celebrados com algumas reformas e um calendário especial no próximo ano. “Será uma agenda bem criteriosa. É um ano de muita visibilidade, e precisamos entregar muito conteúdo, mas a embalagem também é parte do processo. Por isso, criamos um roteiro de eventos e de cursos durante todo 2023”, relata o presidente.

A construção de um centro de convenções com capacidade para 700 pessoas no Casarão, uma das sedes da CDL Campos, é uma das ações que a entidade realizará em razão de seu sexagésimo aniversário. A criação de um espaço de eventos é uma antiga demanda dos associados da Câmara e é tratado como um presente da CDL para a cidade. Além disso, o Salão de Festas da sede principal da entidade será repaginado, gerando mais conforto e modernidade.

A instituição também conta com um auditório, na sede principal, com capacidade para cerca de 130 pessoas. Os dois ambientes – auditório e salão de festas – são usados para treinamentos, reuniões, confraternizações e para o funcionamento da área administrativa da entidade.

A CDL realiza ainda campanhas e promoções, a fim de fortalecer o varejo local. A última foi a FEPE – Feira de Preços Especiais, que movimentou R$4 milhões em quatro dias e recebeu mais de 35 mil consumidores.

Além do comércio
A Bacia de Campos é uma grande produtora de petróleo e gás. A produção de cana-de-açúcar também é um importante para a economia de Campos de Goytacazes, apesar de sua importância ter diminuído nos últimos tempos.

“O setor agrícola se reinventou nos últimos anos: leite e corte estão mais fortes e o agronegócio também planta soja e milho aqui. Outro segmento em alta é a construção civil, bem como o setor de prestação de serviços. A população está em crescimento, e imagino que no próximo censo já passe de 600 mil. Todos esses fatores indicam a prosperidade econômica”, afirma Edvar de Freitas, que acredita que a situação pode ser até melhor caso o turismo seja explorado em toda sua plenitude.

Visando alcançar o potencial máximo da economia da cidade, a CDL tem trabalhado junto com outras entidades do setor produtivo. “O Sindicato do Produtores Rurais é um exemplo. Estamos sempre trabalhando juntos e fazendo encontros com todas as áreas”, conta o dirigente lojista, que acrescenta: “atualmente, estamos focados em turismo e arquitetura, por acreditar que são os setores que mais tem a crescer”.