Integra CNDL

CDL Itaituba: apoiando o desenvolvimento local

Paisagem parasidíaca em Itaituba - PA (Fotos: Carlos Eduardo Azevedo Silva)

No CDL em Todo Lugar desta semana, você conhece a CDL Itaituba, entidade
que apoia e contribui para o pleno desenvolvimento da cidade no Pará

Foto: Carlos Eduardo Azevedo Silva

“Quando se fala em entidade, se fala em CDL (Câmara de Dirigentes Lojistas). Quando as pessoas procuram seus direitos, elas procuram a CDL. Quando querem que tomem alguma atitude na situação pública, elas procuram, primeiramente, a CDL”. É assim que Patrick Souza, presidente da CDL de Itaituba (PA), descreve o papel e a relevância da entidade localmente.

Há seis anos, Souza e outros empresários identificaram a necessidade de mudar o rumo da CDL Itaituba. “Assumi a entidade com intuito de propor uma mudança, organizar e corrigir a parte financeira, cortar gastos e fazer com que seja possível que a Câmara ande com as próprias pernas”, explica o dirigente lojista, que faz parte do movimento cedelista há 15 anos.

A reestruturação foi impulsionada pelo pleno desenvolvimento em que Itaituba se encontra. “No último censo, havia cerca de 98 mil habitantes, hoje em dia se estipula que já somos mais de 120 mil (pessoas), e a CDL precisa acompanhar esse desenvolvimento”, avalia o presidente da entidade. “Quando assumi a Câmara tinha 120 associados, antes da pandemia já erámos 170. Hoje, somos 155, mas esse número voltará a crescer”, prevê.

Para acompanhar esse crescimento, a entidade possui vários projetos. O mais imediato deles é a construção de uma nova sede em um terreno cedido pela prefeitura. O acordo já está feito e passa pelos últimos trâmites legais. Assim que estiver tudo finalizado, a construção será iniciada.

A sede atual, doada pelo primeiro presidente da CDL Itaituba, Tibiriçá Cunha, conta com quatro salas, todas ocupadas pela Câmara, seus atendentes e três parceiros: Safeweb, empresa especializada em certificados digitais; a contabilidade Delegacia dos Contadores; e o Sindiloja, Sindicato dos Lojistas, presidido por Judson Lira, vice-presidente da CDL.

“Com a unificação das associações em um mesmo lugar, além da necessidade de uma nova sede, achamos importante criar um setor de marketing para que as pessoas pudessem conhecer e saber separar cada um. Através do marketing, mostramos a necessidade de estar associado às entidades, preferencialmente a CDL. Com essa transparência, a Câmara de Dirigentes Lojistas conseguiu crescer sua marca e ganhar a confiança da população”, aponta Patrick Souza.

Outro projeto próximo de ser colocado em prática é a CDL Satélite. Segundo explica o presidente, esse projeto consiste em divulgar a entidade, mostrando os seus benefícios, para cidades vizinhas e dar apoio durante o crescimento. Quando os associados da cidade chegarem a 20, a Câmara local formará uma diretoria e se desvinculará da CDL Itaituba.

Arquivo/CDL Itaituba

Economia
O principal motor da economia de Itaituba é o garimpo, principalmente no distrito Moraes Almeida, onde empresas do exterior se instalam na busca por ouro. Hoje, esta atividade representa cerca de 70% da riqueza gerada pelo município. “Para se ter uma ideia, durante a época áurea do garimpo na região, entre 1980 e 1990, o Aeroporto de Itaituba foi um dos aeroportos com mais pousos e decolagens no mundo”, diz o presidente.

Além do garimpo, o setor industrial é forte na região, principalmente devido a produção de produtos baseados no calcário. A agropecuária é mais voltada para agricultura familiar, com destaque para a Feira Agropecuária de Itaituba, que acontece anualmente e gera algum dinheiro para o município.

Segundo Souza, existe na cidade a expectativa de que seja criada uma hidroelétrica na região, o que alavancaria ainda mais a economia local.

Turismo
O turismo da região é baseado principalmente na Praia do Paranamirim e na Praia do Meio, que surgem na época em que o rio seca e dá lugar a uma praia no meio da cidade. Além disso, existem belas cavernas e cachoeiras em torno da cidade.

Para fomentar o turismo, a CDL realiza a corrida no Parque Nacional da Amazônia. A ideia surgiu em 2019 quando aconteceu a primeira edição com 100 participantes. Após 2 anos sem a liberação para realizar o evento por conta da pandemia, a disputa voltará a acontecer em 2022. Desta vez, com 350 participantes, dos quais 250 vão a pé e 100 de bicicleta.

A CDL Itaituba realiza uma corrida no Parque Naional da Amazônia
Foto: Arquivo/CDL Itaituba

“É uma corrida de trilha, uma aventura pra quem gosta de andar no meio do mato sem saber o que se esperar pelo caminho”, diz Patrick Souza.

As inscrições ainda vão ser abertas no dia 1º de fevereiro, no site da CDL Itaituba. A expectativa é de que até o dia três do próximo mês já estejam encerradas, devido à grande procura que a entidade vem recebendo pela nova edição do evento.

Segundo o presidente, o intuito deste evento é receber pessoas de fora para conhecer o Parque Nacional e suas cachoeiras e a beleza do rio Tapajós. Além disso, a entidade traz este incentivo para a comunidade, gerando emprego e renda. Os hotéis da região costumam ficar lotados na época da corrida.

Com informações da prefeitura de Itaituba.

*Estagiário sob supervisão de Fernanda Peregrino, editora da Varejo S.A.

Relacionadas
Integra CNDL

Marcelo de Souza e Silva é eleito presidente do Conselho Deliberativo do Sebrae MG

Ele assumirá o cargo em janeiro de 2023, para um mandato de quatro anos.
Integra CNDL

Marcos Bittencourt é eleito presidente da CDL Joinville

O empresário Marcos Antônio Bittencourt foi eleito para assumir a presidência da CDL de Joinville no biênio 2023-2024.
Integra CNDL

Balneário Camboriú sediará a 57ª Convenção Nacional do Comércio Lojista

Também se candidataram as cidades do Rio de Janeiro (RJ) e de Caldas Novas (GO). A cidade catarinense recebeu 78,57% dos votos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.