21 jul, 2024
0 ° C

CDL Santa Inês: a casa do varejista

A Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Santa Inês (MA) vive seu melhor momento, e os números são prova disso: as receitas cresceram 40% no último ano e, hoje, a entidade tem 520 associados.

Vista aérea da igreja matriz de Santa Inês – MA (Foto: Reprodução/Youtube)

A Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL) de Santa Inês (MA) vive seu melhor momento, e os números são prova disso: as receitas cresceram 40% no último ano e, hoje, a entidade tem 520 associados – quantidade superior à apresentada antes da pandemia. Para Almicélia Franca, gerente-executiva da CDL Santa Inês, a certificação digital é o principal fator para o aumento.

“A Câmara passou a ser notada pelos empresários, quando começou a fazer a certificação digital. Os empreendedores passaram a visitar a sede mais frequentemente e a procurar parcerias, e começamos a crescer”, explica a gerente.

E a CDL Santa Inês investiu na sede para receber bem seus associados. O local é composto por um auditório e salas de treinamentos, que são usadas para capacitação e workshops anuais de vários setores, e espaço para a equipe da CDL.

“Preparamos nossa sede para fazer com que o lojista se sinta em casa quando vai lá. Queremos fazer com que queira ficar”, conta Almicélia Franca.

Outro motivo que ajuda a entender a melhoria nos resultados é a credibilidade que a entidade possui em todo a cidade. “Essa credibilidade é antiga, mas ficou mais clara durante a pandemia. Participamos ativamente das decisões tomadas pelo governo. Acredito, inclusive, que esse é o maior desafio para todos na entidade: manter o nome da CDL e a credibilidade que conquistamos”, diz a executiva.

Segundo a dirigente lojista, a pandemia aumentou a união dos associados da CDL Santa Inês, que vai completar 18 anos no dia 4 de novembro deste ano. “Os associados estão trabalhando mais juntos. No Dia das Mães, vendemos em 11 dias o que geralmente vendemos em dois meses”, destaca a gerente.

A meta da CDL Santa Inês é repetir o bom desempenho desta data nas próximas festividades do ano.

“Também fizemos este ano o Feirão do Nome Limpo, em parceria com o Tribunal de Justiça. Conseguimos R$ 2,2 milhões em renegociações.”, conta Almicelia, explicando ainda que essa ação ocorre a cada dois anos.

Santa Inês
A cidade conta com uma população aproximada de 90 mil habitantes e é o eixo entre várias cidades vizinhas, o que fortalece o comércio local.

“Antigamente, o comércio era uma rua no centro da cidade. Agora, já tomou conta da cidade”, afirma a gerente-executiva.

A economia local melhorou porque duas ferrovias federais passam pela cidade. A agropecuária e agricultura também geram emprego e renda, mas não é tão influente quanto o comércio.