Tendências e Inovação

Como as marcas podem mostrar respeito à pluralidade dos consumidores?

Análises feitas pelo Google a partir de buscas que utilizam o termo “para” e “cabelo” mostram como as marcas podem mostrar respeito à pluralidade dos consumidores. Isso porque o cabelo tem importância simbólica para os indivíduos, que o utilizam como afirmação de quem se é “por dentro” e uma forma de se colocar frente ao mundo.

O Google analisou as buscas relacionadas ao universo do cabelo cruzadas com o qualificador “para” em mais de 20 países e em dezessete idiomas. O resultado do estudo dá pistas de como as pessoas se identificam e valorizam a pluralidade, o que torna indispensável para as marcas prestarem atenção às formas específicas de como as pessoas se relacionam com o seu cabelo.

“É indispensável que as marcas preocupadas em estabelecer relações reais e significativas com consumidores passem a respeitá-los em toda sua individualidade, ofereçam uma gama de produtos capazes de atender diferenças e, para além das palavras bonitas, implementem políticas de Diversidade”, escrevem Lívia Sitta e Murilo Moraes, em artigo para o Think With Google.

A equipe da Varejo S.A. selecionou algumas informações das pesquisas do Google para ajudar a sua empresa a ser mais empática com os seus clientes e se conectar de maneira genuína com eles. Confira:

1) Cabelo não é só vaidade
O cabelo é tão importante para a identidade de cada pessoa que é necessário ser preciso e específico ao falar dele nas buscas. Quando comparado a outras buscas dentro do universo da beleza, a incidência de adjetivos é 63% maior nas buscas sobre cabelo. A título de comparação, se uma busca relacionada à pele costuma trazer um único adjetivo — como em “creme para pele oleosa” —, no caso do cabelo eles se multiplicam.

2) O poder do “para”
Em 2021, por exemplo, as buscas por “cabelo para ir à igreja” aumentaram 120% no Brasil. Nos Estados Unidos, a procura por “estilos de cabelo para quem tem mais de 50 anos” cresceu 70%.

3) Cabelos e padrões de beleza

  • Cabelos lisos e longos estão ligados a uma ideia de feminilidade tradicional no Brasil e continuam a ser objeto de um volume grande de pesquisas.
  • 92% das mulheres negras, cujas características capilares em geral não correspondem ao padrão “liso e longo”, já se sentiram pressionadas a mudar o cabelo dentro de um ambiente corporativo no Brasil.
  • Como resistência, há um movimento de adoção de penteados tradicionais como forma de expressão e orgulho: o adjetivo “afro” representa 36% de todas as buscas feitas com marcadores de características no Brasil em 2021.

4) Ficar sem eles é inadmissível
O impacto do cabelo na identidade é tamanho que há uma emoção primitiva associada ao medo da perda de cabelo. Um reflexo disso é o aumento de buscas com o termo “para queda de cabelo” (54%), o que pode ter ligação com a pandemia: até 25% dos infectados pela Covid-19 podem sofrer queda de cabelo, o equivalente a mais de 7 milhões de brasileiros até o fim de março.

Com informações do Think With Google.

Relacionadas
Tendências e Inovação

Transformando dados em clientes e vendas

Os dados coletados dos clientes são cada vez mais importantes para as empresas obterem sucesso, mas os números por si só não fazem milagre e não diminuem o peso de bons produtos e serviços.
Tendências e Inovação

Tríade do Protagonista: confira os três pilares da empresa de sucesso

Conheça a Tríade do Protagonista, que pode ajudar o seu negócio alcançar melhores resultados.
Tendências e Inovação

ASSERJ lança selo Super Pet

A novidade partiu de uma iniciativa da Associação de Supermercados do Estado do Rio de Janeiro (ASSERJ), que vai emitir o selo Super Pet para os mercados que desejarem aderir à prática.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.