Movimento Varejo

Compras públicas já podem ser realizadas de forma 100% digital por aplicativo

Empreendedores de todo o país já têm na palma da mão acesso fácil e eficiente às compras públicas do governo federal. Isso porque o app Compras.gov.br – desenvolvido pelo Ministério da Economia em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) – permite que todo o processo de compra na modalidade dispensa de licitação seja realizado de forma 100% digital. Desde a implementação do cadastro de proposta no app, em maio de 2022, diversos empresários conseguiram concluir a compra pública pelo tablet ou celular utilizando a ferramenta.

Tatiane Reis, dona de um bar no interior paulista, é uma dessas empresárias que decidiu inovar. Há três anos à frente da empresa do pai, responsável pela gestão do local por 30 anos, Tatiane deixou de fazer somente o convencional atendimento de balcão e passou a apostar nas vendas para o governo federal. Já na primeira investida, participou de todo o processo por meio do Compras.gov.br e foi a vencedora, como ela mesma explica: “Somos uma empresa familiar do ramo de alimentação, e minha experiência com o aplicativo foi maravilhosa. Ele é bem prático e simples para quem está começando nas compras públicas. Fiz um curso básico sobre o processo de licitações e, já na minha primeira investida, ganhei. Agora não quero mais parar. Está sendo um desafio e pretendo continuar nas disputas”, revela.

Guilherme Scarato é microempreendedor individual há três anos, em Juiz de Fora (MG), e realizou, pela primeira vez, o acesso às compras públicas pelo aplicativo para oferecer serviços de cerimonial de eventos para formaturas. “Minha parceira foi informada que uma das disputas que tínhamos interesse estava aberta pelo Compras.gov.br e fizemos o cadastro para entrar. Foi ótimo, pois o aplicativo reúne todas as informações necessárias e é prático, podendo ser acessado de qualquer lugar. Quando entramos no processo de compra, estávamos fora do escritório e o prazo já estava acabando”, informa Guilherme. “Foi a primeira experiência com o Compras.gov.br, mas agora vamos usar bem mais, pois o aplicativo sempre está me notificando de novas licitações que eu posso entrar”.

Desde maio de 2022, quando a funcionalidade de cadastro de proposta foi implementada, já foram realizados 150 mil downloads do app compras.gov.br e o sistema recebeu mais de 3.400 interações. Na última semana, o sistema registrou os primeiros vencedores que realizaram o respectivo processo de compra pública 100% no app. A partir do segundo semestre deste ano, o fornecedor poderá participar também da etapa de lances para dispensa eletrônica.

Tudo pelo app Compras.gov.br
Com o aplicativo, o fornecedor não precisa estar sentado em frente a um computador para cadastrar proposta para uma dispensa eletrônica. Pelo aplicativo é possível receber diariamente as oportunidades de licitações disponíveis. Após o cadastro, o licitante recebe as notificações do certame que está participando, como avisos, esclarecimentos e os eventos do processo, como homologação de item e convocação, entre outros.

“A transformação digital do governo federal também alcança as compras públicas, que, em 2021, movimentaram cerca de R$ 150 bilhões. Com o aplicativo e suas atualizações, empreendedores e empresas de todos os portes estão mais perto do mercado das compras públicas”, explica o secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do ME, Caio Mario Paes de Andrade. “A tecnologia permite a otimização do processo e amplia os canais de efetiva participação nas compras públicas, aumentando a competitividade e a melhor oferta para a Administração Pública”, comemora.

A coordenadora do projeto Compras Governamentais e analista de Desenvolvimento Territorial do Sebrae, Denise Donati, avalia que as atualizações implementadas no Compras.gov.br trazem aos pequenos empresários um “universo de oportunidades”, já que agora eles podem acessar o sistema onde quer que estejam. “O Sebrae está participando do processo de modernização do Compras.gov.br e está acompanhando todas essas mudanças. A compra pública, que antes era um temor para os pequenos negócios, agora foi para a palma da mão com o uso do aplicativo. Isso é a inovação em favor da economia e do empreendedorismo”, ressalta.

Como participar de compras públicas
Em funcionamento desde maio deste ano, a apresentação de propostas pelo app Compras.gov.br foi desenvolvida para facilitar o acesso de empresas e pessoas físicas às compras públicas. Os interessados em vender para a Administração Pública precisam de somente três passos para se credenciar no Sistema de Compras do governo federal: fazer o download do aplicativo (disponível tanto para Android quanto para iOS), entrar com o login utilizando as credenciais do GOV.BR e inserir o Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) ou Cadastro de Pessoa Física (CPF). Após o credenciamento – que é uma fase obrigatória – já é possível participar.

Fonte: Agência Brasil

Relacionadas
Movimento Varejo

WhatsApp no meio empresarial: o poder da mensagem para engajar o cliente

A pandemia acelerou o processo de digitalização das empresas e causou mudanças visíveis no relacionamento entre cliente e marca. Alguns exemplos são o aumento das compras online, o fortalecimento do atendimento omnichannel e a busca pela melhora contínua da experiência do cliente por meio de ferramentas digitais. Nesse contexto, o WhatsApp, aplicativo de mensagens mais usado no Brasil, ganhou destaque.
Movimento Varejo

Transformação digital já é real para mais da metade das PMEs

Segundo estudo da Fundação Getulio Vargas (FGV), pelo portal Terra, dentre as micro e pequenas empresas (MPEs) do país, a transformação digital já está presente em 66% das organizações, conforme o Mapa de Digitalização das Micro e Pequenas Empresas Brasileiras, da FGV, em conjunto com a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI). Ressalta-se, ainda, que as PMEs são responsáveis por 30% do Produto Interno Bruto (PIB) e por 50% dos postos de trabalho criados no Brasil.
Movimento Varejo

Burocracia na hora de consumir é empecilho para 8 em cada 10 brasileiros

Os brasileiros ainda sofrem com um entrave bem antiquado na hora de comprar bens e serviços: a complexidade para provar quem são. Soluções para agilizar o atendimento ao cliente e finalizar uma compra como biometria, que usa a identificação da digital, ou o reconhecimento facial – também chamada de biometria facial, ainda são pouco utilizadas por empresas de varejo e serviços.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.