Brasília 40°

Desempenho das MPEs na economia é destaque na XXIII Marcha dos Prefeitos

Jair Bolsonaro: “O Auxílio Brasil injeta bilhões de reais na economia, colocando renda para girar" (Foto: Erivelton Viana/Sebrae)

O presidente do Sebrae, Carlos Melles, celebrou as parcerias entre governo federal, legislativo e gestores municipais na abertura da XXIII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, mais conhecida como Marcha dos Prefeitos, que acontece em Brasília entre os dias 25 e 28 de abril. “A economia, a empregabilidade, a competitividade, o empreendedorismo e a inovação acontecem nos municípios com a força dos micro e pequenos negócios. Esse é um dos maiores eventos da nossa democracia”, ressaltou. A solenidade de abertura contou com a presença do presidente da República, Jair Bolsonaro; do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira; do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco e dezenas de ministros de Estado.

Melles aproveitou a oportunidade para falar sobre o impacto do Cidade Empreendedora nos mais 1.500 municípios do país que já aderiram à iniciativa coordenada pelo Sebrae. “É um programa que proporciona a realização de sonhos nos municípios. Focado em dez eixos estratégicos, como sala do empreendedor, compras governamentais, desburocratização e educação empreendedora, o Cidade Empreendedora vem fazendo história por onde passa, aumentando os Índices de Desenvolvimento Humano, gerando mais emprego e renda para os municípios”, afirmou.

Os avanços com a aprovação da Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, que completou 15 anos, também foram pontuados pelo presidente do Sebrae. “Criamos a figura do Microempreendedor Individual (MEI), tiramos mais de 13 milhões de brasileiros da informalidade. As micro ou pequenas empresas constituem hoje cerca de 99% das empresas em funcionamento, gerando mais de 70% das vagas de emprego e são responsáveis por mais de 44% da massa salarial”. Segundo Melles, o Sebrae, ao comemorar seus 50 anos de existência em 2022, já está vislumbrando as conquistas dos próximos 50 anos. “Somos o Sebrae que o Brasil precisa, que os estados precisam e que os municípios precisam. O Sebrae serve ao comércio, serviços, agricultura, indústria e turismo. Usem o Sebrae e façam parte dessa história”, convocou.

Governo e Legislativo
Para o presidente Jair Bolsonaro, o país está se recuperando muito bem dos desafios enfrentados na pandemia. “Apesar de todos os problemas, o Brasil vai indo bem. Imaginem se não tivesse pandemia?”, questionou o líder o Executivo. Ao falar para os mais de 3 mil prefeitos, o presidente enumerou as principais conquistas de seu governo. “O Auxílio Brasil injeta bilhões de reais na economia, colocando renda para girar. Apesar de ser averso à propaganda, com nosso trabalho em conjunto, temos vacina para todos, internet nas escolas, armas para o homem do campo, a volta do patriotismo, a lei da liberdade econômica, redução de pedágios, carteira digital única, construção de ferrovias e tantas outras conquistas”, declarou.

A longa trajetória da Marcha dos Prefeitos em busca de diálogo e negociação com o governo foi evidenciada pelo presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira. “Desde 1998, o evento conta com a participação massiva de políticos de todas as esferas. É o principal fórum de debates com representantes dos Três Poderes. É no município que as pessoas trabalham, moram e geram receitas, mas é em Brasília onde as maiores decisões e leis são tomadas”, lembrou. Lira informou que o Congresso reúne mais de 2 mil matérias, entre projetos de leis e medidas provisórias, que podem impactar os municípios.

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, disse que a Marcha dos Prefeitos é um elo entre Governo e a causa municipalista. “Não há nada na agenda política de Brasília parecido com o que é feito aqui. São ministros, presidentes das casas legislativas e presidente da República em um fórum de debate em favor das cidades”, observou.

Paulo Ziulkoski, presidente da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), organização que realiza a Marcha, comemorou a possibilidade de reunir presencialmente tantas autoridades. “Após dois anos de pandemia, é uma honra estar aqui com mais de sete mil inscritos”, comentou. Segundo Ziulkoski, o momento é voltado ao debate de forma “civilizada e cordial”. “Contaremos com a presença de presidenciáveis, temos políticos de todos os partidos aqui, o objetivo central é falar sobre o que podemos fazer para avançar no sentido ao desenvolvimento dos municípios”, concluiu.

Compartilhe:
Relacionadas
Brasília 40°

Bolsonaro sanciona lei que limita ICMS de combustíveis, mas veta compensação a estados

O presidente Jair Bolsonaro sancionou o projeto de lei que limita a aplicação de alíquotas de ICMS para combustíveis, gás natural, energia elétrica, comunicações e transporte coletivo. A proposta classifica esses setores como essenciais e indispensáveis. Compartilhe:
Brasília 40°

Promulgada lei que ajusta regras de cobrança de PIS/Pasep e Cofins sobre etanol

Nova lei é oriunda da Medida Provisória 1100/22, publicada pelo Executivo em fevereiro e aprovada pelo Congresso neste mês. Compartilhe:
Brasília 40°

Câmara aprova limite para ICMS sobre combustíveis e compensação aos estados

Texto garante complementação da União para atingir os percentuais mínimos de aplicação em saúde e educação. Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.