Dia das Mães deve movimentar R$ 24 bilhões no varejo

77% dos consumidores pretendem ir às compras, mostra pesquisa CNDL/SPC Brasil

O Dia das Mães deve aquecer as vendas pelos próximos dias. Levantamento feito em todas as capitais pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com a Offer Wise Pesquisas, revela que 77% dos consumidores devem realizar pelo menos uma compra no período — o dado fica bastante próximo dos 78% observados em 2019, período antes da pandemia da COVID-19. Em números absolutos, a expectativa é de que aproximadamente 122,9 milhões de brasileiros presenteiem alguém este ano, o que deve movimentar uma cifra próxima de R$ 24,3 bilhões nos segmentos do comércio e serviços.

Baixe a pesquisa Intenção de Compras para o Dia das Mães 2021.

Embora o percentual de consumidores que devem ir às compras seja maior do que o do ano passado (68%), a maior parte dos compradores está receosa para aumentar gastos este ano, sobretudo diante do cenário de pandemia e de crise econômica. Cerca de 34% dos consumidores esperam gastar menos do que no último ano, enquanto 30% planejam gastar o mesmo valor. Entre os que pretendem gastar menos, 40% citaram o cenário econômico pior que no último ano, 37% disseram que estão com o orçamento apertado e 28% mencionaram as incertezas quanto ao cenário econômico e finanças pessoais. A pesquisa mostra ainda que 98% daqueles que pretendem gastar menos foram influenciados pela pandemia da COVID-19.

“O levantamento mostra sinais de crescimento das vendas em relação ao ano passado, retornando aos parâmetros de antes da pandemia, mas vemos que, diante da situação sanitária, de crise econômica e de desemprego, o consumidor brasileiro ainda está cauteloso na hora de gastar”, destaca o presidente da CNDL, José César da Costa.

“De qualquer forma, a data se mantém como uma das mais importantes do varejo e o brasileiro mantém a tradição de presentear as mães, até mesmo como uma forma de compensar o distanciamento social imposto pela pandemia”, completa Costa.

A pesquisa foi realizada pela web, de 01 de abril a 08 de abril de 2021. Foram entrevistados 756 pessoas, homens e mulheres com idade igual ou maior a 18 anos, de todas as classes econômicas (excluindo analfabetos). Do total de entrevistados, 602 casos tinham a intenção de realizar compras para o dia das Mães deste ano.

Considerando os que vão gastar mais (24%), 53% disseram que querem dar presentes mais caros, 50% irão comprar um presente melhor e 32% têm intenção de compensar a situação de isolamento social da pandemia. A data comemorativa é considerada pelos varejistas como a principal do primeiro semestre e a segunda melhor do ano em termos de faturamento, perdendo apenas para o Natal.

Roupas, calçados e acessórios devem ser os líderes de venda neste ano
A pesquisa ainda revela que, no Dia das Mães deste ano, o brasileiro deve desembolsar R$ 197,46, já considerando a média total de gastos. 27% dos entrevistados devem gastar entre R$ 51 a R$ 100 com os presentes.

Cada cliente deve adquirir, em média, dois presentes. Os produtos campeões de venda devem ser as roupas, calçados e acessórios (49%), perfumes (42%), cosméticos (28%) e chocolates (21%). O ranking ainda é formado por flores (18%), maquiagem (14%), utensílios de cozinha (12%) e celular/smartphone (11%).

As lojas físicas aparecem como o principal local de compras dos brasileiros, 69% dos entrevistados afirmaram que pretendem comprar a maioria dos presentes fisicamente sobretudo nos shopping centers (26%) e em lojas de rua (20%).

A internet aparece como local de compra de 57% dos consumidores, principalmente nos sites e lojas virtuais (38%). Para os entrevistados, os fatores que mais pesam na escolha do local de compra são a atratividade do preço (45%), as promoções (36%), a qualidade dos produtos (35%) e frete grátis (29%).

Relacionadas
Pesquisa

52% dos idosos são os principais responsáveis pelo sustento da casa

Levantamento realizado em parceria com a Offer Wise Pesquisas aponta que 71% dos aposentados que ainda trabalham buscam complementar a renda; 40% dos idosos que se mantêm na ativa enfrentaram dificuldades em conseguir oportunidade no mercado de trabalho
Pesquisa

Dia das Mães 2021: invista em personalização e explore o caráter emotivo da data

Em menos de 10 dias, ocorrerá o Dia das Mães, considerada pelo varejo a principal data comemorativa do primeiro semestre e a segunda melhor do ano – perde apenas para o Natal –, em termos de faturamento. Apesar da proximidade, os comerciantes ainda têm tempo e motivos de sobra para aproveitar o Dia das Mães 2021, e vender seus produtos e serviços. Confira as dicas.
Pesquisa

Dia das Mães: para 76% dos consumidores os produtos estão mais caros em 2021

Segundo pesquisa CNDL/SPC Brasil, 72% dos compradores pretendem pagar as compras à vista (72%), sendo que em 40% dos casos o pagamento será em dinheiro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.