Diretoria da ANPD ouve as demandas de Frente Empresarial

Na última terça-feira (15) a Frente Empresarial em Defesa da Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) promoveu um webinar com os diretores da Agência Nacional de Proteção de Dados (ANPD). A Frente, que é composta por cerca de 80 entidades do setor empresarial, entre elas a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), abriu espaço para que as entidades tivessem contato com a recém-empossada diretoria da ANPD.

A ideia da reunião era deixar a diretoria da ANPD a par das dúvidas, demandas e sugestões do setor empresarial. Questões como a transferência Internacional de dados e as especificidades das pequenas e médias empresas na aplicação da LGPD foram alguns dos temas tratados.

Representando a CNDL e o SPC Brasil, o DPO Ricardo Almeida levou para o encontro pontos importantes para o setor de comércio e serviço. Segundo o especialista, as MPEs precisam de um tratamento diferenciado por parte da ANPD. “As empresas querem cumprir a lei, porém não possuem condições financeiras para ter uma consultoria especializada, ou departamento encarregado especificamente para tratar da LGPD”, disse.

Ricardo lembrou que a ausência de uma regulamentação simplificada e diferenciada das normas, assim como a inexistência de um plano de transitoriedade da aplicação da LGPD para MPEs, poderia ser levado em consideração pela recém-criada ANPD.

O diretor-presidente da ANPD, Waldemar Gonçalves Ortunho Junior. “A colaboração das entidades sobre a LGPD será fundamental”.

“Acreditamos que será necessário um tratamento diferenciado às MPEs como, por exemplo, em relação à volumetria de dados tratados por cada empresa, e uma flexibilidade da ANPD em relação as exigências da lei, sem com isto deixarem de ter compromisso com a proteção de dados dos titulares”, sugeriu.

Para o diretor-presidente da ANPD, Waldemar Gonçalves Ortunho Junior, disse que a ANPD está disposta a ouvir sugestões e que o canal da Agência está aberto às entidades representativas. “A colaboração na educação sobre a LGPD e a mudança de cultura dos titulares dos dados será fundamental. Os setores poderão participar das futuras consultas públicas e as sugestões podem ser encaminhadas no novo portal da ANPD (anpd.gov.br)”, garantiu.

O diretor da ANPD, Arthur Sabbat, aprovou a iniciativa da Frente Empresarial. “Conseguimos dialogar e queremos ouvir os setores para podermos trabalhar de forma conjunta e assertiva”, disse.

Relacionadas
Brasília 40°

Projeto institui o Código de Defesa do Empreendedor

Proposta disciplina o chamado “reempreendedorismo”, que facilita a reestruturação do pequeno empresário O Projeto de Lei Complementar 217/20 institui o Código de… COMPARTILHAR:FacebookTwitterWhatsAppLinkedIn
Brasília 40°

CNDL debate emprego e renda com Secretaria do Trabalho

O presidente da CNDL, José César da Costa, se reuniu nesta quinta-feira (21) com o Secretário de Trabalho, vinculado à Secretaria Especial… COMPARTILHAR:FacebookTwitterWhatsAppLinkedIn
Brasília 40°

Governo lança “Balcão Único” para ajudar abertura de empresas

Por meio de um formulário único e totalmente digital, empreendedores podem abrir empresas em apenas um dia e sem necessidade de percorrer… COMPARTILHAR:FacebookTwitterWhatsAppLinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.