Economia e Finanças

Em dois anos de implementação, ESC amplia o acesso a créditos no país

Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Em apenas dois anos de existência, já foram criadas no Brasil 801 Empresas Simples de Crédito (ESC). Juntas, elas têm potencial estimado de R$ 1,2 bilhão para novos financiamentos aos pequenos negócios. Criadas em 24 de abril de 2019, por meio da Lei Complementar 167/2019, as ESC ajudam a ampliar e desconcentrar o crédito no país e são uma opção para quem quer minimizar burocracias.

O mapeamento das ESC feito pelo Sebrae identificou que a região Sudeste é a que mais possui empresas dessa atividade: são 357, o que corresponde a 44,6% do total, sendo que, juntas, possuem um volume de capital de R$ 166,6 milhões. Apenas São Paulo é responsável, aproximadamente, por uma a cada três Empresas Simples de Crédito no Brasil. A segunda região com mais empresas desse ramo é a Sul, com 173, seguida pela Centro-Oeste (119), Nordeste (109) e Norte (43).

Outro dado que chama a atenção é que quase metade das Empresas Simples de Crédito no país têm capital entre R$ 500 mil e R$ 1 milhão. Segundo o analista de Capitalização e Serviços Financeiros do Sebrae Adalberto Luiz, a legislação que criou as ESC permite que qualquer cidadão possa emprestar dinheiro dentro da sua comunidade de forma legal. E o primeiro passo a ser tomado para a criação de uma ESC é a formalização do negócio na Junta Comercial, onde será registrado o contrato social da empresa. “Com o aumento da procura por crédito, as ESC são uma boa opção tanto para quem precisa recorrer ao crédito quanto para quem quer empreender na área”, ressalta o analista.

Fonte: ASN

Compartilhe:
Relacionadas
Economia e Finanças

Banrisul disponibiliza R$ 120 milhões em crédito para MPEs com aval do Fampe

Pequenos negócios vão contar com o aval do Fundo e orientação técnica gratuita do Sebrae, desde o momento da tomada do crédito, até a liquidação do empréstimo. Compartilhe:
Economia e Finanças

CRED+ conecta empreendedores a serviços financeiros

Plataforma criada pelo governo federal com apoio do Sebrae pode ser utilizada gratuitamente Compartilhe:
Economia e Finanças

Pix Saque e Pix Troco chegam ao mercado nesta segunda (29)

A novidade deve movimentar pequenos negócios, que já adotam o sistema como meio de pagamento, segundo pesquisa do Sebrae Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.