Sem Categoria

Em tempos de crise, seguro é ferramenta essencial para a sobrevivência da empresa

Sem Categoria

Em tempos de crise, seguro é ferramenta essencial para a sobrevivência da empresa

Independentemente do tamanho ou da atividade econômica, o maior risco para o negócio é sofrer prejuízos que não está preparado para suportar

 

Cada atividade econômica tem riscos específicos que devem ser analisados e devidamente cuidados para garantir a continuidade dos negócios. E os riscos não dizem respeito somente à concorrência, é preciso pensar nas mais diversas ameaças que uma empresa pode sofrer, seja em seu modelo de negócio, seja em sua estrutura física. Em catástrofes, como raios, explosões, desmoronamentos, incêndios, entre outras, o risco é altíssimo. Quando não está coberto por algum tipo de seguro empresarial, o patrimônio pode sofrer danos que afetam não só a saúde do negócio, mas também das famílias que dependem do empreendimento, o que é muito comum para o micro e pequeno empresário.

 

Somente 30% das micro e pequenas empresas têm algum tipo de seguro

É exatamente esse público mais dependente do próprio negócio que menos investe em um seguro empresarial ou patrimonial. Segundo estudos feitos por seguradoras e pelo Sebrae, somente 30% das micro e pequenas empresas têm algum tipo de seguro. A seguradora Zurich também realizou pesquisa com pequenas e médias empresas em 13 países: 19% dos gestores das empresas brasileiras apontaram ter preocupações com incêndio, levando o país ao topo desse ranking.

A falta de uma cultura de seguros empresariais e residenciais própria do Brasil, em comparação com países da Europa ou da América do Norte é uma das razões pelas quais os pequenos empresários tendem a deixar seguros e gerenciamento de riscos para segundo ou terceiro plano. Isso acontece, muitas vezes, por associar ao alto preço de um seguro de automóvel e pela falta de informações sobre esse tipo de solução.

 

Além da indenização: assistências técnicas aumentam o valor agregado do seguro 

O seguro é um investimento necessário para garantir indenizações em caso de acidentes. O que muitos não sabem é que o seguro empresarial também pode apresentar serviços agregados de assistência, o que ajuda o empreendedor em caso de necessidades do cotidiano.

Levando em conta esse momento de maior dificuldade econômica, o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) acaba de apresentar uma nova solução. Em parceria com a seguradora Zurich, agora oferece um programa de seguro empresarial com assistência 24 horas para as micro e pequenas empresas associadas ao Sistema CNDL.

O SPC Seguro Empresarial garante a indenização em caso de incêndio, raio e explosão, além de oferecer 11 tipos de serviço para imprevistos do dia a dia, tais como: assistência de chaveiro, vidraceiro, guarda-móveis, reparação hidráulica e contra vazamentos, conserto de problemas elétricos, vigilância empresarial, limpeza emergencial, descarte ecológico de resíduos nocivos ao meio ambiente e suporte técnico para problemas de informática.

 

Para o superintendente de Desenvolvimento de Negócios do SPC Brasil, Magno Lima, o objetivo da parceria é levar um serviço de qualidade para as empresas menores para quem o gerenciamento de riscos um dos pontos de maior vulnerabilidade. “Planejamento é a base de sucesso de qualquer empresa e ele deve sempre levar em conta os riscos e imprevistos para manter o estoque e o capital físico, como máquinas, utensílios, documentos e veículos preservados em caso de acidentes naturais ou de problemas inesperados. Ter um seguro empresarial é garantia de um futuro com mais tranquilidade”, afirma.

Para ter acesso a essa solução, é preciso se associar ao Sistema CNDL por meio de alguma entidade, como as Câmaras de Dirigentes Lojistas (CDLs) ou demais representações locais. Para associar-se, basta acessar o site do SPC Brasil: www.spcbrasil.org.br/associados/seja-um-associado.

Relacionadas
Sem Categoria

Teste de postagem site Varejo S.A

A grande maioria dos consumidores (78%) pretende pagar o presente à vista, principalmente no PIX (29%), dinheiro (25%), no cartão de débito…
Sem Categoria

Hoje é o Dia Internacional da Proteção de Dados

*Cristiane Manzueto e Rodrigo Leal Embora privacidade e proteção de dados estejam, atualmente, no centro das atenções por conta do avanço das…
Sem Categoria

Hauly e José César discutem a Reforma Tributária

A Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) promoverá, nesta quarta-feira (2), às 16h, uma conversa entre o consultor tributário e economista, Luiz…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.