24 maio, 2024
0 ° C

Empresas que apoiam diversidade têm clientes mais leais

Relatório Orgulho LGBTQIA+ 2023, elaborado pelo Opinion Box. traz dados sobre esse público que exige estratégias mais inclusivas

O poder econômico e a influência da comunidade LGBTQIA+ estão em destaque. Um dos dados mais interessantes revelado pelo Relatório Orgulho LGBTQIA+ 2023 é que 7 em cada 10 (69%) dos entrevistados LGBTQIA+ tende a prefere comprar em empresas que demonstram apoio à diversidade. Essa demanda por marcas inclusivas não apenas ressalta a importância de alinhar estratégias de marketing aos valores desse público, mas também enfatiza o impacto econômico que a comunidade LGBTQIA+ exerce no mercado atual.

Preferência por empresas inclusivas: representatividade importa
Outro resultado relevante da mesma pesquisa é que 65% das pessoas LGBTQIA+ gostam de se ver representadas em comerciais e propagandas na mídia. Aliás, 64% dos entrevistados LGBTQIA+ têm maior tendência a comprar de empresas que mostram pessoas como eles.

Esse dado ressalta a importância do reconhecimento e da representatividade na hora de tomar decisões de compra, demonstrando que as empresas que adotam uma postura inclusiva podem não apenas conquistar a preferência desse público diverso, mas também sua fidelidade.

Diversidade além do público LGBTQIA+
Além dos resultados relacionados ao público LGBTQIA+, o relatório do Opinion Box revelou que 38% do público heterossexual e cisgênero também preferem comprar em empresas que apoiam a diversidade. Isso enfatiza a necessidade de ter a inclusão e a diversidade como elementos-chave das estratégias de marketing e comunicação de todas as empresas.

Ao adotar políticas inclusivas, promover a representatividade e reconhecer o valor da diversidade em todas as suas formas, as empresas conquistam a preferência e a lealdade dos consumidores. Também impulsionam a inovação, expandem seu mercado e contribuem para a construção de uma sociedade mais justa e igualitária.

Relevância do público LGBTQIA+
Quase 1 em cada 10 adultos se identifica como LGBTQIA+ de acordo com uma pesquisa global conduzida pela Ipsos. O estudo abrangeu 30 países e mais de 22.000 adultos nas Américas, Europa e Ásia. Essa representatividade numérica reflete o aumento significativo da visibilidade LGBTQIA+ em todo o mundo desde a última pesquisa realizada em 2021.

Impacto econômico da comunidade LGBTQIA+
O poder econômico da comunidade LGBTQIA+, também conhecido como “pink money” (dinheiro rosa), tem mostrado um crescimento contínuo. Segundo o estudo da Ipsos, no Brasil os consumidores LGBTQIA+ movimentaram R$10,9 bilhões em compras no varejo e comércio eletrônico em 12 meses. Eles já representam 5,5% do consumo dos lares brasileiros. Além disso, os viajantes LGBTQ+ apresentam um gasto médio maior em viagens em comparação com os viajantes heterossexuais.

Diversidade LGBTQIA+ e influência geracional
A análise por faixa etária revelou diferenças significativas nas identidades de gênero e orientações sexuais entre as gerações. Os entrevistados da Geração Z, apresentaram uma maior probabilidade de se identificarem como bissexuais, pansexuais, omnissexuais ou assexuais, em comparação com os Millennials.

Além disso, a Geração Z teve uma maior probabilidade de se identificar de forma não exclusivamente masculina ou feminina em comparação com a Geração X e os baby boomers, indicando uma mudança cultural em andamento.

Impacto positivo das políticas inclusivas nas empresas
Diante dos insights apresentados pelo Relatório Orgulho LGBTQIA+ 2023 e da pesquisa global conduzida pela Ipsos, é fundamental que as empresas reconheçam e abracem a diversidade como parte integral de suas estratégias de negócio.

Ao adotar políticas inclusivas, demonstrar apoio à diversidade e promover a representatividade em suas campanhas de marketing, as empresas podem não apenas atingir um público maior, mas também conquistar a lealdade e o apoio dos consumidores LGBTQIA+ e de outros segmentos que valorizam esses aspectos.

Fonte: Consumidor Moderno