18 maio, 2024
0 ° C

Entidades vão apoiar empresas na pandemia

Projeto “Juntos por você” visa dar acesso a informações, orientações e produtos para empreendedores no Estado Entidades mineiras dos setores do comércio e serviços se […]

Projeto “Juntos por você” visa dar acesso a informações, orientações e produtos para empreendedores no Estado

Entidades mineiras dos setores do comércio e serviços se reuniram para lançar o movimento “Juntos por você”. A iniciativa tem como objetivo apoiar os empreendedores em meio ao momento de dificuldade que se vive atualmente com a pandemia da Covid-19, oferecendo o acesso a informações, orientações e produtos.

Dados da Junta Comercial do Estado de Minas Gerais (Jucemg) mostram que no Estado, só nos meses de janeiro e fevereiro deste ano, 6.639 empresas de diversas áreas fecharam as portas. Em Belo Horizonte, foram 1.358. O site oficial da ação já pode ser acessado desde ontem. As instituições que compõem o Juntos por Você são: Câmara de Dirigentes Lojistas de Belo Horizonte (CDL-BH), Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Minas Gerais (Sebrae Minas), Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio MG) e Federação das Associações Comerciais e Empresariais de Minas Gerais (Federaminas).

Presidente da CDL-BH, Marcelo de Souza e Silva salienta que o movimento Juntos por Você pode ser visto como um acolhimento aos empreendedores. “Estamos fazendo o possível para ajudar. Oferecemos várias soluções gratuitas”, diz ele.

Entre essas soluções estão capacitação, consultoria jurídica e tributária, assessoria para acesso a linhas de crédito, entre outras. Os empresários também podem receber dicas relacionadas à organização de custos e desenvolvimento de negócios inovadores, por exemplo.

“As dificuldades atualmente são enormes. As micro e pequenas empresas, principalmente, estão tendo muitas perdas no faturamento. Sem pessoas circulando, não há vendas por impulso. Estamos oferecendo acolhimento para que as empresas se mantenham funcionando, para que consigam manter uma venda mínima e continuem com os funcionários”, afirma ele.

De acordo com a gerente da unidade de Indústria, Comércio e Serviços do Sebrae Minas, Márcia Valéria, uma das principais preocupações dos empresários do setor em meio aos desafios atuais é como vender no mercado digital. “Há uma série de empreendedores que nunca venderam on-line”, diz ela, que salienta outras demandas recorrentes, como a necessidade de aprender a controlar as finanças e as relacionadas ao crédito.

“A ideia é ajudá-los a pensar em possibilidades para que possam trilhar novos caminhos, minimizando os impactos que estão tendo”, afirma.

Pós-pandemia
Assessora da presidência da Fecomércio MG, Kelly Figueiredo destaca que é muito importante esse diálogo mais próximo com os empresários, até para que se possa entender o que está sendo construído e ajudar a buscar novas soluções.

Essas ações de agora, inclusive, diz ela, podem auxiliar também quando a pandemia da Covid-19 chegar ao fim.

“Estamos apoiando-os com novas possibilidades, novos serviços. As consultorias tendem a abrir um pouco mais o leque. É uma mudança de mindset, um reinventar”, afirma.

Fonte: Diário do Comércio