14 jul, 2024
0 ° C

Estratégias para o varejo: como se preparar para o Dia das Mães diante do cenário econômico atual

Apesar do Dia das Mães ser uma das datas mais importantes para o comércio, os varejistas enfrentam o um bom desafio: se destacar em um cenário econômico desafiador.

Shutterstock
Estratégias para o varejo: como se preparar para o Dia das Mães diante do cenário econômico atual

Apesar do Dia das Mães ser uma das datas mais importantes para o comércio, os varejistas enfrentam o um bom desafio: se destacar em um cenário econômico desafiador. De acordo com a pesquisa realizada pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com a Offerwise Pesquisas, cerca de 70% dos consumidores acreditam que os preços dos produtos estão mais altos este ano em comparação com o ano passado. Além disso, as expectativas de gastos dos consumidores variam, com 35% planejando gastar mais do que em 2023, enquanto 30% pretendem manter o valor de gastos, e 24% planejam gastar menos.

Diante desse contexto, os varejistas precisam adotar estratégias inteligentes para se resguardar e, ao mesmo tempo, atrair clientes e impulsionar as vendas durante o período do Dia das Mães. Segundo Dino Gueno, professor de comportamento do consumidor e gestão empresarial e marketing da ESPM, o planejamento do estoque deve estar alinhado com as metas de vendas e levar em consideração três cenários: pessimista, otimista e tendência. “Analisar dados de vendas anteriores é fundamental para prever quais produtos serão mais procurados durante esta época e ajustar o estoque com base nesses insights”, destaca o especialista. Além disso, o monitoramento em tempo real do estoque permite ajustes rápidos conforme a demanda varia.

Para incentivar as vendas durante o período do Dia das Mães, Gueno recomenda oferecer produtos com alto valor agregado em kits, combos ou condições de pagamento diferenciadas. “É importante aproveitar a data emocional para vender produtos que transmitam uma mensagem de cuidado e carinho”, ressalta o especialista. Ele ainda lembra que com o aumento do mercado digital, os varejistas podem adotar estratégias como marketing digital segmentado, campanhas em redes sociais e parcerias com influenciadores digitais para impulsionar as vendas online. “É essencial criar campanhas interativas e envolventes que incentivem o compartilhamento e a interação do público”, destaca Gueno.

Estratégias de precificação

O levantamento da CNDL ainda mostra que 80% dos consumidores pretendem pesquisar preços, sendo que 80% optam pela internet e 62% por meios físicos. Os meios físicos mais utilizados incluem lojas de shoppings (42%) e lojas de rua (29%), enquanto os meios digitais mais comuns são sites/aplicativos (66%) e redes sociais (43%). Diante do aumento da busca por preços na internet, Gueno enfatiza a importância de identificar e entender profundamente o público-alvo para oferecer uma proposta de valor alinhada com suas expectativas. “Estratégias de precificação baseadas em valor e monitoramento constante do mercado são essenciais para destacar-se online”, destaca o especialista.

Já para lidar com a percepção dos consumidores de que os preços dos produtos estão mais altos este ano, o professor da ESPM sugere que os varejistas adotem estratégias de precificação baseadas em valor, destacando a qualidade superior dos produtos, o excelente serviço ao cliente e a exclusividade da marca. “É importante diferenciar-se da concorrência não apenas pelo preço, mas pelo valor percebido pelos clientes”, ressalta o especialista.

Com estratégias bem elaboradas e um planejamento sólido, os varejistas podem se preparar para o Dia das Mães e garantir o sucesso de suas operações durante essa data comemorativa tão importante para o comércio. “O atendimento ao cliente e a motivação da equipe são fundamentais para garantir o sucesso durante o período do Dia das Mães”, conclui Gueno.