Brasília 40°

Eventos mostram prestígio e relevância de entidades integrantes da UNECS

No mês de agosto, Abad e Abrasel realizaram seus principais encontros anuais. Com a presença de diversas autoridades, os eventos destacaram a força política do setor de comércio e serviços

Set_Brasília40grausUNECS_eventoABAD2

Reunindo lideranças, personalidades e políticos para discutir assuntos pertinentes ao setor, eventos promovidos por integrantes da União Nacional de Entidades do Comércio e Serviços (UNECS) evidenciaram a importância estratégica das entidades, que, juntas, representam mais de 22% dos empregos formais do país e 15% do Produto Interno Bruto (PIB).

A convenção anual do setor atacadista distribuidor, promovida pela Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores de Produtos Industrializados (Abad), reuniu cerca de mil pessoas no ABAD 2017 São Paulo. A solenidade de abertura contou com a presença do governador do estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, e do presidente da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, Cauê Macris, entre outras autoridades.

Em seu discurso de abertura, Emerson Destro, presidente da Abad, falou sobre o momento político-econômico do país e os trabalhos da associação e da UNECS frente às reformas necessárias para impulsionar a economia. “Houve um grande empenho conjunto das entidades integrantes da UNECS, inclusive, das filiadas estaduais da Abad. Racionalizar tributos e obrigações acessórias e equacionar as despesas da previdência tornam-se questões fundamentais para o país e, por isso, esperamos contribuir novamente para o sucesso dessas reformas”, concluiu.

Durante o encontro, o presidente da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e coordenador da UNECS, Honório Pinheiro, integrou o painel ”Brasil e Suas Reformas”. O debate teve a participação do deputado Rogério Marinho, relator da reforma trabalhista; deputado Artur Maia, relator da reforma da previdência; e deputado Luis Carlos Hauly, relator da reforma tributária. A mediação foi do economista Ricardo Amorim. Na oportunidade, Pinheiro destacou os trabalhos da UNECS a partir do seu Comitê de Agenda Política em apoio à Frente Parlamentar Mista em Defesa do Comércio, Serviços e Empreendedorismo (CSE). “Queremos um país que dê oportunidade para todos, com condições de progredir, tendo instituições fortes e um ambiente econômico favorável. Para isso, leis modernas e desburocratizantes vêm ao encontro do que desejamos, assim como uma infraestrutura que permita uma maior eficiência e desenvolvimento econômico. Precisamos sensibilizar o poder público e a sociedade sobre este momento transformador e desafiante”, destacou.

Conectar pessoas e saberes

Set_Brasília40grausUNECS_eventoAbrasel

O 29º Congresso Nacional da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) reuniu mais de 40 parlamentares na solenidade de abertura, em Brasília. Com o tema “Conectar Pessoas, Saberes e Iniciativas”, o evento contou com a presença do ministro da Cultura, Sérgio Sá Leitão; ministro da Saúde, Ricardo Barros; secretário de Comércio e Serviços do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Marcelo Maia; presidente do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), Vinícius Lummertz; diretor executivo da Organização Mundial de Turismo (OMT), Márcio Favilla; diretor presidente da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Jarbas Barbosa; e presidente do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), Alexandre Barreto.

Com lideranças e empresários do setor vindos de todo o Brasil, os participantes discutiram o poder das conexões. Em sua fala de abertura, Paulo Solmucci, presidente da Abrasel afirmou categoricamente que, a partir de 2018, empreender no Brasil não será mais como antes. Segundo ele, o impacto da tecnologia, a regulamentação da gorjeta, a democratização dos meios de pagamento e, principalmente, o trabalho intermitente são aspectos que auxiliarão a empreender no setor de alimentação fora do lar. “São pontos que irão viabilizar este Brasil novo. O trabalho intermitente, por exemplo, irá contribuir para o fim da evasão escolar, pois haverá a possibilidade de estudar e trabalhar sem que uma atividade prejudique o tempo da outra. A Abrasel estima que, nos próximos cinco anos, serão criados dois milhões de empregos somente em bares e restaurantes. Essa realidade já começa a mudar em novembro, quando a lei entra em vigor”, declarou.

Logo na sequência, o coordenador da UNECS destacou a importância das conexões, tema principal do evento, e ressaltou o papel da entidade na simplificação do empreendedorismo e, consequentemente, na melhora da qualidade de vida dos cidadãos. “Estamos na era do conhecimento. Conectados, é possível fazermos estratégias que favoreçam a todos”, declarou Pinheiro. As dezenas de autoridades políticas presentes na solenidade de abertura puderam estreitar laços e potencializar as conexões com lideranças empresariais de todos os estados brasileiros.

Planejar para realizar

Os presidentes das sete entidades da UNECS reuniram-se, nos dias 26 de julho e 16 de agosto, em Brasília, para elaboração do Planejamento Estratégico 2017/2018. Nos encontros, foram traçadas diretrizes para a construção do protagonismo da entidade para um Brasil novo, a ampliação da representatividade, alinhada com os interesses do setor, e o fortalecimento da sustentabilidade financeira. As discussões sobre o planejamento contaram com a contribuição e consultoria da Fundação Dom Cabral (FDC). Para Valdemar de Barros, professor da FDC, a elaboração de um planejamento estratégico é essencial para uma entidade como a UNECS, que tem a união de forças como um objetivo basilar. “Trata-se de um momento de alinhamento, de coalização e de clarificação de projetos estruturadores que contribuam para um Brasil novo. É fundamental traçar ações coordenadas”, avaliou. A percepção dos integrantes é que um planejamento estratégico irá contribuir para a realização de um trabalho perene da UNECS em torno de objetivos comuns.

Relacionadas
Brasília 40°

Senado aprova MP 1108 e altera regras para o teletrabalho

Projeto de Lei também regulamenta as regras para o vale-alimentação. Texto segue para a sanção presidencial
Brasília 40°

MEI poderá emitir nota fiscal de serviço no Portal do Simples Nacional

A partir do dia 1º de janeiro de 2023, os Microempreendedores Individuais (MEI) prestadores de serviços poderão emitir a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e) no Portal do Simples Nacional.
Brasília 40°

José César da Costa: "SIM Digital é chance de desenvolvimento"

Texto aprovado no Senado autoriza o uso de recursos do FGTS para garantir empréstimos aos microempreendedores “O Congresso Nacional deu aos pequenos…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.