Movimento Varejo

É hora de se preparar para as contratações temporárias

Natal e Black Friday se somarão ao avanço da vacinação e devem gerar 565 mil vagas temporárias em todo o Brasil

Guilherme Lopes, gerente executivo da RH Mattos: “A contratação temporária é uma importante modalidade de contratação para atender um período de acréscimo de demanda das operações”

O quarto trimestre é marcado por datas estratégicas para o varejo. Dia das Crianças, Natal, Ano Novo e, nos últimos anos, a Black Friday costumam salva o caixa de muita empresa e o bolso de trabalhadores que amargam o desemprego. Com o avanço da imunização nacional contra a COVID-19 e a aproximação das datas mais lucrativas do ano, é certo que 2021 deverá assistir ao aumento por demandas por contratações temporárias.

A Associação Brasileira do Trabalho Temporário (Asserttem) divulgou que nos meses de outubro, novembro e dezembro, devem ser criadas mais de 565 mil vagas temporárias, acima das 471 mil oferecidas em 2020. Ainda de acordo com os dados, a expectativa é que a data supere os 27,7% de crescimento alcançado em 2020, com destaque para os setores de comércio atacadista e varejista.

“É uma importante modalidade de contratação para atender um período de acréscimo de demanda das operações. Não faz sentido para as empresas aumentarem seu quadro interno, então o trabalho temporário vem a calhar nestes momentos. Com parceiros especializados, é possível fazer os processos seletivos e a administração de pessoal e, posteriormente, o desligamento dos profissionais”, explica Guilherme Lopes, gerente executivo da RH Mattos, empresa com 24 anos de história no segmento de Recursos Humanos.

A contratação temporária é um formato flexível que atende satisfatoriamente a um período de tempo. Com a flexibilização das medidas de restrição e perspectivas positivas de vendas, a contratação desses profissionais vai ser fundamental para as empresas de varejo.

Shopping Centers

Luis Augusto Ildefonso, diretor institucional da Alshop: “As lojas já têm recebido um fluxo maior de clientes provocando o aumento de vendas a cada mês”.

A Associação Brasileira de Lojistas de Shopping (ALSHOP) também acredita que as próximas datas comemorativas irão elevar a oferta de vagas temporárias. A expectativa é que o comércio em shoppings centers aumente em pelo menos 80 mil postos de trabalho entre os associados à entidade.

De acordo com uma projeção da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), a estimativa é que haja a contratação de 94,2 mil trabalhadores para atender ao aumento sazonal das vendas neste fim de ano.

Segundo a Alshop, analisando a expectativa de contratações, o montante de 94,2 mil trabalhadores que serão admitidos estarão concentrados no Sudeste. A maior parte deles ficará empregada em São Paulo com 25,6 mil colaboradores, Minas Gerais com 10,6 mil, Rio de Janeiro com 7,6 mil e Paraná com 7,2 trabalhadores, correspondendo a 54% do total de vagas geradas.

“O Natal de 2020 coincidiu com a segunda onda da pandemia de COVID-19, e isso contribuiu para que a contratação de temporários fosse a menor nos últimos anos. Mas acreditamos neste recomeço e os lojistas associados estão bem confiantes, pois as lojas já têm recebido um fluxo maior de clientes provocando um aumento de vendas a cada mês”, comenta Luis Augusto Ildefonso, diretor institucional da ALSHOP.

Quem vai contratar
Segundo a Alshop, os setores de vestuário, acessórios e calçados serão os que mais vão contratar, respondendo por média de 57 mil contratações. Por categoria de trabalhadores, as vagas de vendedores e atendentes serão as mais buscadas para a recolocação. O salário médio inicial está em torno de R$ 1.608,00 e a taxa de efetivação dos temporários após o Natal deverá ser de 12,2%.

“Esse é o período que o setor está mais esperando, pois mostra uma virada de chave, e acreditamos na recuperação da economia, sabemos que caminham devagar, mas a esperança e a expectativa dos associados está reacendendo. Claro que há grandes entraves como a inflação alta, custos mais altos dos insumos e a renda reduzida do consumidor, mas do ponto de vista do comércio devemos comemorar estes dados de recuperação ainda que bem tímidos” finaliza, o diretor.

Dicas
Se você não quiser passar por dessabores e correrias, saiba que a hora de pensar nas contratações temporária já chegou. Esse processo de contratação exige cuidados e etapas importantes e tudo começa no planejamento.

Planejamento – Elabore um planejamento com base no calendário dos próximos meses. Gestão de tempo é fundamental, afinal, você vai precisar pensar na divulgação das vagas, recrutamento das pessoas, identificação de profissionais, etc.

Seleção – Procure decidir o que é melhor para sua empresa. Ou fazer ela mesma o processo de seleção ou contratar uma agência especializada. Existem muitas empresas preparadas para fazer essa tarefa de maneira segura e correta.

Agência – As empresas de mão de obra temporária, ou agências, são registradas no Ministério da Economia. Elas são responsáveis por selecionar e fornecer empregados a um tomador de serviços que precisa contratar alguém por um período curto. Isso é feito por meio de um contrato civil de prestação de serviço entre agência e empresa.

Legislação – Evite problema futuros. Converse com o seu contador sobre as regaras trabalhistas para a contratações temporárias. O Sebrae também oferece serviços de consultoria nesta área para que você faça a contratação da maneira mais segura e correta para sua empresa. O contrato individual de trabalho temporário, por exemplo, deve conter os direitos do trabalhador e a indicação da empresa cliente, onde o serviço será prestado.

Treinamento – Fase importante para que o selecionado conheça sua marca, os propósitos da empresa, os produtos, os serviços e o perfil do cliente. O ideal é que seu selecionado trabalhe como um consultor para o cliente.

Relacionadas
Movimento Varejo

Por que fazer a gestão da carteira de clientes com a Inteligência de Vendas?

A carteira de clientes é uma estratégia de relacionamento entre empresa e clientes que aumenta as chances de um bom atendimento e as taxas de fidelização.
Movimento Varejo

Professora “Tik Toker” conta como deslanchou após fazer vídeos para a plataforma “de dancinhas”

Com décadas no mercado de aulas de espanhol, empreendedora faz parte dos mais de 600 mil atendidos pelo Sebrae nos últimos dois anos em busca de transformação digital
Movimento Varejo

DORITOS®, ANTRA e TODXS promovem ação em benefício de pessoas trans

Com início no Dia Nacional da Visibilidade Trans, marca e parceiros dão continuidade ao movimento #RespeitaMinhaIdentidade para promover ação popular em benefício de pessoas trans e travestis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.