Movimento Varejo

Logística e Infraestrutura para seguir crescendo

O terceiro painel do V Fórum Nacional do Varejo tratou de um tema cada vez mais vital para o setor de comércio e serviços: a logística e a infraestrutura

Senadores Wellington Fagundes: “O Brasil precisa de investimentos de R$ 339 bilhões por ano até 2039”

A digitalização do comércio trouxe novas questões a processos que pareciam estar dominados pelos empresários. Armazenamento, controle de estoque e velocidade na entrega de produtos voltaram a ser passaram a ser cruciais para o comércio e os serviços. Afinal, como proporcionar um ambiente favorável à expansão do comércio sem que haja uma discussão sobre logística e infraestrutura?

Para debater o assunto foram convidados os senadores Wellington Fagundes e Elmano Ferrer, a deputada Paula Belmonte, o presidente Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores, Leonardo Severini, e o presidente da Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção, Geraldo Defalco.

O Senador Wellington Fagundes lembrou da importância do aumento do investimento no país e disse que estudos apontam que a necessidade de investimentos em infraestrutura no país é de R$ 339 bilhões por ano até 2039. “O mais importante é que esses recursos também devem ser bem geridos e aí destaco o projeto que regula o lançamento de debentures de infraestrutura para captar investimento nessa área”.

Wellington aproveitou para falar do Setembro Ferroviário, autorização do governo para os investidores que manifestaram interesse em construir e operar ramais de ferrovias. “Esse tipo de ação traz muito mais dinamismo nas concessões ferroviárias no Brasil”, disse. “São inúmeras inovações que vão valorizar um meio de transporte mais seguro, mais barato e com menos impacto ambiental.

O presidente Associação Brasileira de Atacadistas e Distribuidores, Leonardo Severini, aproveitou a ocasião para perguntar à deputada Paula Belmonte sobre a aprovação do Projeto de Lei 05/2021 que concede ao setor de comércio a prorrogação dos incentivos fiscais de ICMS. A deputada defendeu a prorrogação do benefício, disse que o projeto já está na pauta do plenário e que a aprovação é uma questão de justiça e segurança jurídica.

Paula Belmonte também disse que a discussão sobre infraestrutura não pode caminhar sem levar em conta a questão da educação. “A educação também faz parte do desenvolvimento econômico do pais”, disse.

Presidente da Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção, Geraldo Defalco.

O presidente da Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção, Geraldo Defalco, voltou ao tema do painel e fez um relato sobre como a pandemia no afetou o seu setor, quais as necessidades de infraestrutura desses empresários. “Como em outros setores, a pandemia nos fez sair da zona de conforto. Primeiro veio o susto e, em um segundo momento, veio antecipação de cinco anos de desenvolvimento”, contou Defalco. “Com relação às demandas de infraestrutura, é preciso dizer que os portos devem ser modernizados e as estradas recuperadas. O país é muito diverso, mas é necessário que haja uma uniformização da nossa infraestrutura. Acho que necessário que haja os investimentos prometidos pelo governo, e eu confio muito no ministro Tacísio para que isso aconteça”, disse.

Leonardo Severini disse que o seu setor via três pontos importantes no que tange a infraestrutura. “Vemos problemas na regulamentação das nossas operações, na urbanização das comunidades nos grandes centros e resolução dos problemas que encontramos nos locais mais distantes do país.

Compartilhe:
Relacionadas
Movimento Varejo

Rio de Janeiro vai sediar a Convenção Latino-Americana de Supermercados

Presidente da ASSERJ, Fábio Queiróz, assinou o termo de compromisso, em evento no México, para a realização da convenção durante a próxima Super Rio Expofood, em março de 2023. Compartilhe:
Movimento Varejo

A pandemia acabou, e agora?

Confira cinco ações para criarem mais resiliência na experiência de compra do cliente e o varejo emergir ainda mais fortes no pós-pandemia. Compartilhe:
Movimento Varejo

Vinho é a bebida preferida de 49% dos brasileiros

Estudo da Wine mostra que o aumento do consumo de vinho no Brasil é pautado pela experiência, desde o momento da compra até a hora de beber Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.