Tendências e Inovação

Melhores práticas na hora de criar um e-mail marketing

[sc name=”img-post-app” caminho=”http://revistavarejosa.com.br/wp-content/uploads/2016/10/2-inova-varejo.jpg” legenda=”Eduardo De Zorzi, sócio da Nitro Marketing Digital” ]

O e-mail marketing é uma das mais eficazes ferramentas de vendas. Apesar de ainda ser confundido por muitos com o spam, sua finalidade é diferente, pois tem o consentimento do cliente e oferece ao destinatário a opção de cancelar o recebimento do material. Dessa forma, é visto com mais formalidade e se torna muito mais eficiente no sentido de fidelizar o público que deseja alcançar. Esse grupo, na maioria dos casos, já comprou e teve uma experiência positiva com a empresa remetente.

Avaliando esse cenário, Eduardo De Zorzi, sócio da Nitro Marketing Digital, percebeu que, além de oferecer o trabalho de desenvolvimento de sites, precisava de uma ferramenta que pudesse atender a necessidade de seus clientes de se comunicar por meio do e-mail. Assim, em 2007, nasceu a Nitronews, de fácil manuseio e envio simplificado de e-mail marketing.

“O e-mail marketing, além de ser uma das mídias digitais com melhor custo benefício, se consolidou como o melhor canal para trazer bons resultados de relacionamento com o cliente. É uma forma de personalizar a comunicação e falar diretamente com o público. Com uma campanha bem planejada, os resultados são positivos”, explica Eduardo De Zorzi.

Hoje, a Nitronews tem mais de duas mil contas ativas, que enviam, em média, quatro e-mails por mês. “Um resultado comum a todos os clientes foi o aumento no tráfego de seus sites. Essa, sem dúvida, é uma importante ferramenta de venda e engajamento”, conta De Zorzi.

[sc name=”titulo-azul” titulo=”Dicas” ]

O e-mail marketing pode ser usado de várias formas. Para dar início às boas práticas, é fundamental colocar um formulário claro de cadastro no site da empresa com o intuito de aumentar a lista de clientes que realmente têm interesse em seu produto. Porém, assim como o cadastro, é preciso que haja uma página simples para que os clientes possam, também, se “descadastrar”. Com essa lista em mãos, é possível realizar uma série de ações. Por exemplo, quando o cliente seleciona um produto on-line no carrinho e não finaliza o processo, no dia seguinte ele pode receber um e-mail o lembrando da compra. “Esse tipo de ação costuma gerar resultados positivos quando bem trabalhados”, explica Eduardo.

[sc name=”titulo-azul” titulo=”Criatividade” ]

Pelo menos 50% do sucesso de um e-mail marketing está na criatividade do assunto. “Esse ponto é a principal porta de entrada e o ponto que determinará o interesse do cliente em abrir ou não o conteúdo. Aqui, a grande maioria dos clientes opera a ferramenta de forma autônoma, mas oferecemos a gestão e produção da campanha a fim de ajudar a desenvolver esse trabalho criativo”, explica Eduardo.

[sc name=”titulo-azul” titulo=”Custo” ]

A prática do e-mail marketing pode ser adotada por todos os setores. Na Nitronews, os clientes variam do e-commerce ao setor imobiliário, que assinam desde pacotes gratuitos até os pagos. “A conta gratuita permite 5.000 envios de e-mails mensais para
até 1.000 contatos. Os planos pagos variam de acordo com o número de envios, independentemente do número de contatos. O pacote mais popular, que permite 10 mil envios, custa R$35 por mês”, conclui o sócio da agência de marketing.

Compartilhe:
Relacionadas
Tendências e Inovação

APAS Show: IoT e soluções conectadas diminuem perdas e melhoram experiência do shoppper

Dar inteligência aos dispositivos é a proposta da Inwave para revolucionar o setor trazendo mais segurança e atuando diretamente na redução de perdas e melhora da experiência do consumidor Compartilhe:
Tendências e Inovação

Índice de competitividade: importância e desafios do frete

A velocidade de entrega é um benefício percebido pelos clientes e, por causa disso, deve ser explorada ao máximo para maximizar os resultados. Compartilhe:
Tendências e Inovação

Indústrias relacionadas ao metaverso devem movimentar R$ 4 tri até 2024

Muito além do conceito, as indústrias que se formaram em torno do metaverso já movimentam números expressivos. De acordo com dados da Bloomberg Inteligence, segmentos como RV (Realidade Virtual) e de RA (Realidade Aumentada), games, cloud e outros, devem movimentar mais de R$ 4 trilhões até 2024. Compartilhe:

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.