24 maio, 2024
0 ° C

MPEs são imprescindíveis para o avanço das práticas sustentáveis no Brasil

“Não é provável estabelecer uma comunidade sustentável sem a introdução e atuação das MPEs, com a adoção de práticas de sustentabilidade nos ambientes de negócios”, disse Paulo José Galli, superintendente de Negócios Privados do Desenvolve São Paulo.

A sustentabilidade é um dos principais desafios da sociedade na atualidade, e as MPEs – Micro e Pequenas Empresas também devem estar atentas à sua responsabilidade nas questões ambientais, sociais e de governança. “Não é provável estabelecer uma comunidade sustentável sem a introdução e atuação das MPEs, com a adoção de práticas de sustentabilidade nos ambientes de negócios”, disse Paulo José Galli, superintendente de Negócios Privados do Desenvolve São Paulo, instituição financeira do estado de São Paulo para fomento de negócios.

Galli, que participou da Feira do Empreendedor 2022 na última sexta-feira (7/10), destacou dados do Sebrae para mostrar a importância social e econômica dessas empresas para o desenvolvimento do país. “Os pequenos negócios foram encarregados por 70% das novas vagas de trabalho e por 30% do PIB – Produto Interno Bruto brasileiro”, falou.

Segundo o superintendente, a sustentabilidade pode gerar lucro sem comprometer o meio ambiente e o conforto da população. Na prática, é um caminho ético que norteia a atuação dos estabelecimentos comerciais, de forma que preservem meio ambiente e impactem positivamente a sociedade. A busca é por cuidar dos recursos naturais e colaborar com a qualidade de vida das pessoas.

“Ao iniciar uma inovação sustentável, hoje em dia, as organizações empresariais têm investido em sistemas de tratamento e reaproveitamento de água, reutilização de matéria-prima, economia de energia elétrica e, até mesmo, incentivado projetos de educação ambiental”, ressaltou Paulo José Galli.

Edição: Fernanda Peregrino