20 jul, 2024
0 ° C

O poder da diversidade e inclusão no varejo

Ao investirem em diversidade e inclusão, as empresas fazem com que seus clientes se sintam envolvidos, respeitados e representados. Em troca, a clientela consome mais dessas marcas.

Com a popularidade dos assuntos sobre diversidade e inclusão, diversas empresas do varejo têm criado campanhas de marketing que valorizam e apoiam causas pró-diversidade, como racial, de gênero e valorização de pessoas LGBTI+. Ao investirem em diversidade e inclusão, as empresas fazem com que seus clientes se sintam envolvidos, respeitados e representados. Em troca, a clientela consome mais dessas marcas.

O tema foi discutido na tarde desta terça-feira (13/9), no Latam Retail Show 2022, evento que ocorre até o dia 15/9 digital e presencialmente em São Paulo. Tatiana Souza, diretora de Negócios de Comércio da Globo, apresentou o painel, que também contou com a presença de Amanda Ferreira, gerente da Diversidade e Inclusão e embaixadora do tema na Via Varejo.

“A diversidade trabalha com os assuntos mais urgentes da sociedade. Dessa forma, estamos trabalhando para contribuir com as pessoas, independentemente de qualquer circunstância. Ser a primeira embaixadora de diversidade de uma companhia como a Via, a maior varejista do Brasil, é algo extremamente gratificante e reflete o empenho da companhia em se tornar cada vez mais diversa e inclusiva”, destacou Amanda Ferreira.

O debate ainda contou com a participação de Patricia Pugas, diretora executiva de Gestão de Pessoas do Magalu, e Marcia Lassance, diretora de Gente & Gestão da Casa & Vídeo.

Genuinidade
A prática da inclusão genuína só é possível quando a equidade é trabalhada, de acordo com Patricia Pugas. A executiva contou que a valorização e o respeito às pessoas estão na alma do Magazine Luiza. Inclusive, em seus processos de seleção, busca garantir a diversidade humana em todos os aspectos.

“O Magazine Luiza acredita que a convivência com as diferenças contribui para o desenvolvimento e aprendizado de todos. Além disso, procuramos dar condições de incluir pessoas com deficiência e tornar acessíveis os ambientes da empresa. Realizamos também um esforço e investimento contínuo para identificar e selecionar pessoas com deficiência aptas para o trabalho e oferecemos benefícios que visam equiparar as oportunidades a todos”, explicou Patrícia Pugas.

Segundo as palestrantes, as empresas varejistas que fornecem produtos voltados para o público diverso e apoia a diversidade de dentro para fora retêm e atraem novos consumidores, além de colaborarem para a criação de uma sociedade inclusiva. Isso gera também vantagens internas para a empresa: atração de talentos, performance financeira e ambiente de trabalho inclusivo, onde todas as pessoas são respeitadas e tratadas com dignidade.

Marcia Lassance, que recentemente liderou a realização do programa ‘Sonhar é para todos’ – primeiro programa de trainee de loja exclusivo para pessoas trans e travestis do Brasil – deu, durante a conversa, algumas dicas para empresas promoverem a inclusão e diversidade. Confira:

1º) Defina o grupo que deseja incluir;
2º) Estude o seu público-alvo;
3º) Busque um parceiro que conheça bem o seu público-alvo;
4º) Treine os envolvidos na seleção para evitar vieses inconscientes;
5º) O óbvio precisa ser dito;
6º) Sensibilize o time e os gestores;
7º) Planeje a recepção das pessoas.