Brasília 40°

Plano Progredir estreita parceria entre UNECS e governo federal

Nov_Brasilia40Graus2

Com uma participação de 15% no Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro e geração de 21% das vagas de empregos formais no país, a União Nacional de Entidades do Comércio e Serviços (UNECS) tornou-se um dos principais parceiros do Plano Progredir, programa que prioriza a geração de empregos para famílias de baixa renda inscritas no Cadastro Único dos Programas Sociais do Governo Federal.

Lançado oficialmente em cerimônia no Palácio do Planalto, no dia 26 de setembro, o presidente da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e coordenador da UNECS, Honório Pinheiro, o ministro do Desenvolvimento Social, Osmar Terra, e o ministro interino da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge de Lima, assinaram um protocolo de intenção para a geração de empregos.

O presidente da República, Michel Temer, assinou o decreto que instituiu o Plano Progredir e destacou o papel relevante do setor de comércio e serviços para o programa. “Isso revela a prioridade que nosso governo atribui à área social. O nome do plano (Progredir) aplica-se não só ao programa, mas poderia ser um lema do governo. Percebi isso quando ouvi particularmente as palavras de Honório Pinheiro, com os relatos da sua história de vida e das várias medidas do governo federal”, destacou.

Para o presidente da CNDL, o Plano Progredir tem o viés de capacitar os beneficiários não só na geração de emprego, mas também no incentivo ao empreendedorismo. “A capacitação, aliada à oportunidade, pode construir uma nova realidade para as pessoas. O segundo semestre, para o setor de comércio e serviços, representa 55% do ano em qualquer atividade. Acredito que, até o fim deste ano, já deveremos ter números positivos para o programa”, ressaltou Pinheiro.

De acordo com o ministro interino da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, a qualificação profissional tem papel crucial e se inicia em um momento bastante oportuno, no qual a economia brasileira dá claros sinais de retomada. “O setor privado, por meio da UNECS, atesta seu compromisso com o Plano Progredir e seus objetivos. Já o ministério trabalha de forma comprometida com as demandas do setor produtivo brasileiro”, destacou Lima.

Segundo o ministro do Desenvolvimento Social, atualmente, o programa de transferência de renda reúne mais de 13 milhões de famílias. “Hoje, zeramos a fila do Bolsa Família pela primeira vez na história. Quem se cadastrou no mês passado já está recebendo o benefício. Agora, o que queremos é trabalho e incentivo para os jovens do Bolsa Família. Ninguém será obrigado a sair do programa, mas, se sair, será para uma melhoria de vida”, disse.

Ações do programa

O Plano Progredir tem três eixos: qualificação profissional, intermediação de mão de obra e empreendedorismo.

Na qualificação profissional, está prevista a criação de vagas em cursos de formação inicial ou continuada, incluindo cursos on-line de inclusão digital com foco nos jovens e oficinas de educação financeira para mais de cem mil famílias. Serão ofertadas um milhão de vagas em cursos do Pronatec Oferta Voluntária.

O eixo intermediação de mão de obra prevê o cruzamento de currículos e de vagas de emprego oferecidas por empresas parceiras, de forma regionalizada.

No empreendedorismo, haverá oferta de R$ 3 bilhões por ano em linha de microcrédito para as famílias do Cadastro Único investirem em pequenos negócios e ações de assistência técnica. Esse recurso virá do depósito compulsório de bancos e outras instituições financeiras, recolhido pelo Banco Central.

Relacionadas
Brasília 40°

Senado aprova MP 1108 e altera regras para o teletrabalho

Projeto de Lei também regulamenta as regras para o vale-alimentação. Texto segue para a sanção presidencial
Brasília 40°

MEI poderá emitir nota fiscal de serviço no Portal do Simples Nacional

A partir do dia 1º de janeiro de 2023, os Microempreendedores Individuais (MEI) prestadores de serviços poderão emitir a Nota Fiscal de Serviços Eletrônica (NFS-e) no Portal do Simples Nacional.
Brasília 40°

José César da Costa: "SIM Digital é chance de desenvolvimento"

Texto aprovado no Senado autoriza o uso de recursos do FGTS para garantir empréstimos aos microempreendedores “O Congresso Nacional deu aos pequenos…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.