24 maio, 2024
0 ° C

Segurança digital atinge mais de 95% dos e-commerces no Brasil, aponta pesquisa

Pesquisa sobre Perfil do E-Commerce Brasileiro de 2023, analisou mais de 23 milhões de sites no Brasil. Nesse universo, apenas 8,97% representam sites de varejo online

Shutterstock
Segurança digital no ecommerce

Segundo dados do “Perfil do E-Commerce Brasileiro”, pesquisa anual feita pela BigDataCorp, houve um aumento expressivo na adoção de SSL (Secure Sockets Layer), um protocolo de segurança que criptografa a comunicação entre o site e o usuário, evidenciando um salto de 83,36% em 2019 para 89,35% em 2023. Este avanço sublinha a crescente preocupação com a segurança digital no Brasil. Em paralelo, a pesquisa aponta um aumento no uso de carteiras virtuais, refletindo uma transformação nos hábitos de pagamento do consumidor brasileiro.

Para Thoran Rodrigues, CEO da BigDataCorp, a pandemia acelerou a digitalização dos negócios, e o e-commerce brasileiro não ficou para trás. “Observamos uma evolução notável em áreas chave como segurança digital, uso de plataformas de pagamento e engajamento em redes sociais. Estas mudanças são fundamentais para aprimorar a experiência do consumidor na era digital”, afirma.

O estudo também revela uma tendência crescente na utilização de mídias sociais, em 2022 72,2% dos e-commerces usavam redes sociais, número que aumentou para 75,6% em 23. Plataformas como Facebook e Instagram mantêm sua força, enquanto o TikTok mostra um aumento notável, refletindo uma mudança nas preferências do público.

Segundo Flavio Salcedo, coordenador de publicidade e propaganda do UNASP, o crescimento do TikTok como ferramenta de marketing para e-commerces reflete uma mudança significativa na maneira como as marcas se conectam com seu público. “O TikTok não apenas permite uma comunicação mais criativa e autêntica, mas também abre portas para estratégias de marketing influenciadas pela cultura pop e tendências virais”, comentou.

A pesquisa da BigDataCorp revela uma tendência significativa na adoção de múltiplos marketplaces. Em 2023, cerca de 20% dos e-commerces brasileiros operam em mais de uma plataforma, comparado a apenas 14% em 2022. Esse dado sublinha a importância da omnicanalidade, onde os comerciantes procuram aumentar seu alcance e visibilidade em diferentes canais digitais.

As plataformas fechadas têm visto um aumento substancial em sua adoção, saltando de 44% em 2015 para 64,45% em 2023, consolidando sua posição como a escolha predominante entre os desenvolvedores. Paralelamente, houve uma diminuição no uso de sites construídos sem plataformas dedicadas, o que reforça a importância da inovação tecnológica e da adaptação às novas ferramentas disponíveis no mercado para manter a competitividade e a eficiência no espaço digital.

Além disso, a adesão de carteiras digitais como meio de pagamentos aumentou mais de 10% desde o início da pandemia de covid-19. Em 2020, 55,6% das empresas já usavam carteiras digitais, valor que foi para 65,8% em 2023. O estudo destaca a evolução no uso de analytics e a maior responsividade dos sites. O executivo da BigDataCorp ainda aponta: “Os dados indicam que o e-commerce brasileiro está se tornando mais adaptável e orientado por dados, aspectos cruciais em um mercado competitivo e dinâmico”.

Metodologia

A série Perfil do E-Commerce Brasileiro usa o processo automatizado da BigDataCorp, que coleta dados e inspeciona mais de 1,8 bilhões de sites de todo o mundo continuamente. A análise é feita com base na captura de todo o conteúdo HTML das páginas identificadas como e-commerce e realiza o mapeamento das informações para o estudo. Os dados apresentados foram colhidos na primeira quinzena de novembro de 2023. A captura dos dados demográficos indicados na pesquisa foi feita com base no cruzamento de dados disponibilizados pela lei de acesso à informação e os CNPJs dos e-commerces.