Economia e Finanças

Setor de Serviços concentra a maior proporção de pequenos negócios da economia

O setor de Serviços continua em expansão na economia, impulsionado, principalmente, pela grande concentração de pequenos negócios. Em 2021, esse segmento de atividade reunia metade de todos os Microempreendedores Individuais (MEI) do país e 41% das micro e pequenas empresas (MPE). Esse dado foi revelado pelo Atlas dos Pequenos Negócios, elaborado pelo Sebrae.
Movimento Varejo

Participação das MPE nas compras públicas cresceu 93% nos últimos três anos

Cada vez mais, donos de pequenos negócios têm se tornado fornecedores de bens e serviços para o governo, participando de compras públicas. Dados obtidos pelo Sebrae apontam que há uma tendência de maior participação das micro e pequenas empresas (MPE) nesse mercado. Entre 2018 e 2021, os valores homologados pelas MPE aumentaram 93%, passando de R$ 21.261 bilhões para R$ 41.005 bilhões. Nesse período, as compras públicas movimentaram o total de R$ 493.997 bilhões, sendo que 26,20% desse valor corresponde aos pequenos negócios, ou seja, R$ 129.429 bilhões.
Economia e Finanças

Pequenos negócios geram renda de R$ 420 bilhões por ano

Os pequenos negócios geram renda em torno de R$ 420 bilhões por ano, o equivalente a cerca de um terço do Produto Interno Bruto (PIB, soma dos bens e serviços produzidos) brasileiro. A estimativa consta do Atlas dos Pequenos Negócios, lançado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), que hoje (5) completa 50 anos.