Pesquisa

Um terço dos idosos pretendem pagar dívidas nos próximos 2 anos

Levantamento da CNDL/SPC Brasil aponta ainda os produtos e serviços que os brasileiros 60+ procuram no mercado nacional mas não encontram

Para entender como as pessoas da terceira idade enxergam esta fase da vida e suas expectativas para o futuro, a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), em parceria com a Offer Wise Pesquisas, realizaram um estudo, em todas as capitais, com a população acima dos 60 anos. O levantamento revela que para os próximos dois anos, o plano mais citado pelos idosos é o pagamento de dívidas pendentes (33%). Além disso, 33% dos entrevistados pretendem aproveitar a vida com familiares, enquanto 25% querem fazer um tratamento odontológico. Já 24% pretendem viajar pelo Brasil e 23% planejam trabalhar.

A insegurança quanto ao futuro também é um dos sentimentos mais presentes na terceira idade. De acordo com o levantamento, 92% dos entrevistados têm algum temor e preocupação, sendo que o medo de ficar doente e depender de terceiros para tudo (42%) é o principal receio. Também se destacam o temor de ficar sem dinheiro para o próprio sustento (31%), de não ter saúde física (27%), de perder as pessoas que amam (25%) e de não se sentir útil (20%).

Confira a pesquisa completa.

Oportunidades de negócio
Dados da pesquisa também revelam o expressivo potencial de consumo ainda inexplorado pelo mercado em relação a esta parcela de brasileiros. Mais da metade dos entrevistados (60%) considera difícil encontrar algum produto específico para a terceira idade, sendo que os mais mencionados foram:

  • Locais para sair à noite com público de terceira idade (22%);
  • Alimentos especiais (22%);
  • Celulares com teclado maior (18%);
  • Serviços de turismo exclusivo para terceira idade (17%).
Pessoas 60+ querem locais exclusivos para sair à noite

São produtos e serviços que os idosos pretendem adquirir nos próximos 3 meses da data da pesquisa:

  • Roupas (25%);
  • Tratamentos dentários (24%);
  • Eletrodomésticos (19%);
  • Viagens (19%);
  • Smartphones (18%).

Fatores determinantes para a compra
Entre os atributos considerados mais relevantes na hora de escolher o local de compra foram citados:

  • Preço (66%);
  • Qualidade dos produtos e serviços (45%);
  • Confiança no estabelecimento (38%);
  • Atendimento (38%).

Onde mais fazem compras
Desconsiderando-se os supermercados, as farmácias foram citadas por 47% dos idosos como um dos principais locais de compra. Em seguida, aparecem as lojas de departamento (30%), as lojas de rua (29%) e loja online (28%).

Entregas
Quanto aos serviços de entrega em domicílio, são os mais importantes para as pessoas com mais de 60 anos:

  • Medicamentos (51%);
  • Lanches e comida (45%, com aumento de 17 p.p. e relação a 2018);
  • Entrega de compras de supermercado (41%, com crescimento de 7 p.p. e relação a 2018).
Compartilhe:
Relacionadas
Pesquisa

Notificações de apps levam os brasileiros a comprar por impulso

Segundo pesquisa CDNL/SPC Brasil, 71% dos internautas gostam de receber ofertas quando abrem sites ou redes sociais; comidas por delivery (47%) e vestuário (42%) são os produtos mais comprados sem planejamento. Compartilhe:
Pesquisa

CNDL/SPC: Dia das Crianças deve movimentar R$ 10,93 bilhões no varejo

Gasto médio previsto com presentes será de R$ 200; 33% vão fazer compras mesmo com contas atrasadas; e internet será o principal local de compra. Compartilhe:
Pesquisa

CNDL e SPC Brasil mapeiam os desafios dos varejistas

Juros altos, excesso de burocracia e alta carga tributária são principais dificuldades enfrentadas. Para 40%, política econômica tem grande influência no faturamento das empresas. Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.