Economia e Finanças

UNECS pede mais prazo para cumprir os Ajustes Sinief 21/2020 e 22/2020

As medidas entraram em vigor ontem (5/4), instituindo a obrigatoriedade da identificação do número do CPF ou CNPJ do intermediador ou agenciador da transação comercial nas NF-e e NFCe

A União Nacional de Entidades de Comércio e Serviço (UNECS) solicitou, nesta terça-feira (6/4), a prorrogação para 2022 do prazo para o cumprimento dos Ajustes Sinief 21/2020 e 22/2020, do Conselho Nacional de Política Fazendária (CONFAZ). As medidas entraram em vigor ontem (5/4) e instituíram a obrigatoriedade da identificação do número do CPF ou CNPJ do intermediador ou agenciador da transação comercial tanto para NF-e quanto para NFCe.

No documento, assinado pelo presidente da UNECS e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), José César da Costa, foi lembrado que a crise sanitária e econômica é um fator que dificulta a adoção das medidas neste momento. “Muitos estados se encontram novamente em lockdown ou com medidas restritivas de abertura do comércio, o que inviabiliza às empresas que se adaptem ou que realizem treinamentos das equipes”.

Para as entidades, a hora é de cautela e de considerar as dificuldades enfrentadas pelo setor empreendedor. “Diante dos desafios enfrentados pelo setor de comércio e serviços, já tão impactado pela pandemia, é fundamental que a referida obrigatoriedade seja postergada para abril de 2022”.

A UNECS e as entidades que a compõem reivindicaram ainda a adoção, urgente, de medidas de suporte e socorro ao setor, responsável por 73% do PIB do país e por 27 milhões de empregos diretos.

Compartilhe:
Relacionadas
Economia e Finanças

Primeira parcela do décimo terceiro deve ser paga até hoje

Para os contratos com jornada reduzida, o décimo terceiro e as férias devem ser pagos de forma integral. Compartilhe:
Economia e Finanças

Banrisul disponibiliza R$ 120 milhões em crédito para MPEs com aval do Fampe

Pequenos negócios vão contar com o aval do Fundo e orientação técnica gratuita do Sebrae, desde o momento da tomada do crédito, até a liquidação do empréstimo. Compartilhe:
Economia e Finanças

CRED+ conecta empreendedores a serviços financeiros

Plataforma criada pelo governo federal com apoio do Sebrae pode ser utilizada gratuitamente Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.