Integra CNDL

Varejistas do Espírito Santo se unem contra crise da segurança no Estado

Integra CNDL

Varejistas do Espírito Santo se unem contra crise da segurança no Estado

De norte a sul do Brasil, não houve quem não tenha lido, ouvido falar, assistido a vídeos tristes de um Estado que ficou dias sem a presença da polícia nas ruas. A maioria dos relatos que correram o país vinham de Vitória, mas o Estado todo sofreu com a crise da segurança no Espírito Santo. Por outro lado, o medo é latente em todo o país, que também vive desafios diários na segurança pública.

Para os comerciantes capixaba, um impasse se impôs: manter as portas abertas sob o risco dos saques ou baixar as portas e perder vendas?

Cachoeiro do Itapemirim foi a cidade mais afetada pelos saques. “Foram dias de muita angústia, tristeza e indignação”, conta o vice-presidente da Federação dos Dirigentes Lojistas, Celso Luiz Costa. A sua loja foi apenas mais uma saqueada. “Não eram apenas bandidos invadindo as lojas. Vimos famílias inteiras, mulheres e crianças, gente que parava o carro na frente da loja para buscar mercadorias”, diz. A barbárie se disseminou pela cidade. Apenas em sua loja, o prejuízo foi calculado em R$ 120 mil. 1172 itens foram roubados. A grande reflexão que Celso faz, após dias de tristeza, diz respeito à construção da sociedade brasileira. “Esse foi o sinal de uma ruptura social muito forte. Falhamos em tudo. Se não reformularmos o nosso projeto de país, com educação obrigatória e de qualidade, com civilidade, igualdade perante a lei, perderemos o nosso sentido de ser cidadão”, avalia. Pelo menos uma dezenas das lojas da cidade não vão reabrir as portas. O restante ainda está contabilizando as perdas e fazendo pequenas reformas. Alguns varejistas estão construindo barricadas na calçada e reforçando a segurança após essa tragédia.

R$ 300 milhões foi o prejuízo estimado  com saques, depredação e perda de vendas.  A estimativa é da Fecomércio 142 mortes foram registradas no estado 

No Norte do Estado, Colatina teve um movimento inverso. Os comerciantes mantiveram-se abertos, como ato de resistência. “Só o comércio permaneceu aberto. Escolas e prefeitura fecharam. Investimos em segurança particular. Manter o território ocupado foi uma estratégia para não deixar os bandidos ocuparem. Nos fortalecemos para vencer o medo. Foi uma das cidades menos afetadas”, lembra o presidente da FCDL no Espírito Santo, Geraldo Magela. Só o comércio ficou de pé. “Sinto muito orgulho dos varejistas, mais ainda dos que perderam e estão retornando. Talvez alguns não voltem. Muitos tentaram defender a sua cidade, passando medo e bancando segurança particular”, diz.

CDL Jovem lidera iniciativa de apoio e recuperação

Pensando nos lojistas que perderam e tiveram prejuízos consideráveis, a CDL Jovem Vitória deu início à ação Recupera ES. “Criamos uma rede com as mais variadas empresas possíveis que se solidarizam à situação do pequeno lojista que teve perdas. Seja vitrine, portão, iluminação, prateleira, computador, sistema de operação, enfim, tudo o que se perdeu e que se precisa ter novamente pra voltar a funcionar. Aí, vamos selecionar quais empresas da rede podem atender esse lojista e ele será atendido com produtos a preço de custo”, explica Gustavo Oliveira, empresário e presidente da CDL Jovem na capital capixaba. Os interessados devem enviar um e-mail para recuperaes. cdljovem@gmail.com relatando o que aconteceu em seu estabelecimento, incluindo fotos das depredações e dizendo de forma bem detalhada o que precisa.

Compartilhe:
Relacionadas
Integra CNDL

Jaime Machado é o novo presidente da CDL-NH

A nova diretoria assumirá a Entidade a partir de 1º de janeiro de 2022. Compartilhe:
Integra CNDL

FCDL-MG é homenageada com Ordem do Mérito Legislativo

O reconhecimento foi feito pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais, em cerimônia realizada no Grande Teatro do Palácio das Artes, em Belo Horizonte. Compartilhe:
Integra CNDL

FEMIX Cultural surpreende pela qualidade dos palestrantes e artistas

Após quase dois anos sem grandes Eventos, a CDL Concórdia realizou, no último final de semana, a FEMIX Cultural. Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.