Contratação de promotores sob demanda cresce 100% durante a pandemia

Pioneiro na “uberização” do promotor de vendas, o aplicativo Allis On Demand chega a 70 mil chamados em três meses

O termo “uberização” vem do Uber, a plataforma que representou uma revolução no mercado de transporte e que ofertou uma infinidade de possibilidades para outras áreas de negócios. É o caso da Allis, especializada em Field Marketing, expressão que se refere às estratégias e ações de vendas no ambiente de compra. A empresa lançou Allis On Demand, um aplicativo com foco exclusivo no varejo que oferece promotores especializados contratados por hora para qualquer tipo de demanda no ponto de venda, da reposição de produtos às estratégias promocionais.

Em operação desde o início da pandemia, o app apresentou crescimento de 100%, alcançando a marca de 70 mil chamados em três meses. “A empresa inovou para poder atender a indústria e o varejo com os desafios que se estabeleceram após a pandemia”, explica Wagner Gutierrez, CEO da companhia. “As empresas estão precisando otimizar o investimento na execução do merchandising no ponto de venda (PDV)”, diz

O Allis On Demand hoje atende em qualquer lugar do País e já conta com 600 promotores de vendas – contratados dentro das leis trabalhistas – cadastrados. A empresa espera chegar a 200 mil chamados até o final do ano e, para isso, deve contratar pelo menos mais 900 profissionais. O Grupo Pão de Açúcar, Wickbold, AB Brasil, Duracell, Ambev estão entre as empresas que utilizam o “uber” da Allis.

Conversamos com André Romero, diretor da Allis Comunicação, para entender a importância do promotor de vendas e como ele se coloca em um mundo mais digitalizado e transformado pelo coronavírus. 

As empresas são cada vez mais digitalizadas. Qual o futuro do promotor de vendas nesse novo cenário?

Os pontos de venda, já há alguns anos, passam por um processo de digitalização, seja na maneira com que as indústrias se comunicam ou nas próprias ferramentas digitais para entendimento do comportamento do cliente em sua jornada de compra. O promotor não fica fora desse processo. Atualmente, na Allis, grande parte da comunicação com o promotor se dá por meio de aplicativo. Usamos esse canal para comunicados simples e coleta de dados no PDV. Outro ponto que entendemos como um futuro que se tornou presente, é a uberização do promotor. Essa é, sem dúvida, uma das grandes evoluções digitais para o promotor de vendas e para a indústria que precisa atuar no PDV. Até agora, as empresas não tinham orçamento para contratação mensal do profissional, ou enfrentavam dificuldades de atuar em lojas onde o custo para um promotor inviabilizava a operação. Hoje elas podem contratá-lo para demandas específicas.

O que muda na atividade do promotor de vendas durante a pandemia?

Existem alguns fatores de mudança na atividade do promotor que varia de segmento para segmento, mas o que aconteceu de forma geral foi o aumento dos cuidados com a higiene e saúde. Além disso, o promotor passou a ter uma atuação mais consultiva e voltada ao cliente, visto que o tempo médio de permanência das pessoas nos pontos de venda diminuiu significativamente. O novo cenário obriga o promotor a ter uma visão ainda mais estratégica no que se refere a trazer informações relevantes para a agência, o que vai gerar ações muito mais ágeis. Outro ponto importante é que o profissional se tornou ainda mais digital, pois alguns segmentos estão fazendo o atendimento à loja com o promotor em home office, utilizando as ferramentas disponíveis para treinamentos e apresentações de produtos e até eventos virtuais.

Como será a relação do promotor com o cliente pós-pandemia?

O promotor deve estar muito mais atento e focado nas necessidades do cliente. É importante a compreensão de como o shopper se comporta em relação à categoria e tipo de loja com que ele trabalha. Há algum tempo, temos desenvolvido em nossas contas a visão do shopper em tudo o que fazemos e os promotores têm trazido excelentes insights para as operações. Os promotores precisam enxergar que atualmente o shopper deseja encontrar os produtos e entender seus benefícios rapidamente, pois ele não quer permanecer muito tempo em loja. Um profissional bem treinado pode ajudar em todo esse processo. Pode até mesmo auxiliar o cliente a encontrar na loja em um processo de visita guiada.

Imagem: reprodução

Relacionadas
Tendências e Inovação

Sebrae quer fazer de outubro o mês da inovação

A instituição deve mobilizar cerca de 300 palestrantes oferecendo mais de 250h de conteúdo especializado e gratuito sobre inovação O Sebrae promove… COMPARTILHAR:FacebookTwitterWhatsAppLinkedIn
Tendências e Inovação

Influenciar é o que interessa

Se há uma coisa que ficou clara durante o período de pandemia foi que a forma de divulgação de produtos e marcas… COMPARTILHAR:FacebookTwitterWhatsAppLinkedIn
Tendências e Inovação

Tecnologia para descentralizar as operações

*Por Thiago Guimarães Ainda encontramos nas empresas um ponto em comum: a utilização de papéis e planilhas na execução de processos de… COMPARTILHAR:FacebookTwitterWhatsAppLinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.