Movimento Varejo

Para vender, é preciso ritmo, rotina e ritual, diz João Adibe

Foto: Shutterstock

O CEO do Grupo Cimed, participou do primeiro dia de Varejo Summit e ensinou como os lojistas podem vender mais

“A fórmula do sucesso é, na verdade, uma receita com vários ingredientes: o primeiro e mais importante é as pessoas, que precisam estar conectadas com a empresa onde trabalham; segundo, foco no presente e pensamento no futuro, ou seja, quando errar, corrija rápido e esqueça o passado para seguir em frente; e terceiro, é preciso ser líder o tempo todo, em todas as áreas”, ensina João Adibe, que é CEO do Grupo Cimed, empresa do segmento farmacêutico com mais de 45 anos de história. O empreendedor participou, na tarde desta terça-feira (9), do Varejo Summit, no painel “Criando uma máquina de vendas”.

Para Adibe, um bom planejamento é essencial para qualquer empresa crescer. “Você precisa se planejar no início do ano para tudo o que vem pela frente. Comparando com o futebol, mesmo que durante o ano haja vários campeonatos diferentes – no caso do varejo, datas diferentes –, o planejamento precisa ser um só e você vai se adaptando ao passar do ano”, ensina.

Na Black Friday, para conseguir boas promoções para o consumidor e, ao mesmo tempo, bons resultados para o negócio, o planejamento precisa ser feito com antecedência. Assim, faltando um mês para a data, a empresa já pode negociar tudo com os fornecedores e divulgar no período. “Não é apenas esperar a semana chegar e escolher os produtos em promoção”, completa.

Ritmo, rotina e ritual
Além de planejamento, o empresário considera que o vendedor deve ter ritmo, rotina e ritual. “Esses são os três passos que temos na Cimed e que precisa ser parte da vida de quem mexe com venda. Um exemplo pessoal: faz três anos que em todas as segundas, terças e quartas, eu faço lives com vários participantes. Tenho um grupo definido e quem quer participar, é só entrar”, conta o CEO do Grupo Cimed.

As lives potencializam o engajamento e, com o tempo, aumenta o número de seguidores, beneficiando a empresa. “O brasileiro te avalia primeiro pelo que você tem: olha sua rede, gosta do que vê e começa a acompanhar. A partir desse momento, você precisa mudar a avaliação dele para gostar do que você faz. Esse é o ponto de mudança crucial para cada vendedor que vai atrair as compras”, detalha João Adibe.

“Esses são os pensamentos que levaram a Cimed ao terceiro lugar entre as maiores empresas farmacêuticas do Brasil”, afirma o CEO. Para ele, a posição da empresa é relevante, visto que hoje o ramo farmacêutico é o segundo maior do varejo no Brasil, perdendo apenas para o setor alimentício. O segmento de medicamentos tem mais de 80 mil pontos de vendas espalhados por toda extensão territorial.

O Varejo Summit acontece até a próxima quinta-feira (11), e a revista Varejo S.A. acompanhará tudo de perto.

Fique ligado para saber mais sobre o evento!

Edição: Fernanda Peregrino

Relacionadas
Movimento Varejo

Phygital transforma experiência do cliente e impacta vendas no varejo

Você sabia que 60% dos consumidores gostam de combinar a compra online com a compra física? O dado, divulgado pelo relatório O Amanhecer do Consumidor Phygital, da MindTree, traz à tona a importância da estratégia phygital no cenário comercial pós-pandemia e na implementação de ações que coloquem o consumidor como o centro do empreendedorismo.
Movimento Varejo

A relevância da tecnologia na precificação das vendas de supermercados on-line

Conhelça soluções capazes de monitorar em tempo real centenas de milhares de preços de diversos concorrentes, simultaneamente.
Movimento Varejo

Seminário na Cidade das Artes vai debater as tendências para o varejo

Evento, promovido pela ASSERJ, terá especialistas que vão falar sobre as inciativas que estão movimentando o setor de supermercados, food service e varejo em geral