Fatos e Dados

CNDL apresenta Ricardo Almeida ao Comitê de Tecnologia e Inovação do FPMPE

A Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) se reuniu na manhã de hoje (25) com o Comitê Técnico de Tecnologia e Inovação no Fórum Permanente da Micro e Pequena Empresa (FPMPE), vinculado ao Ministério da Economia. No encontro, a CNDL apresentou o diretor de Segurança da Informação e Proteção de Dados do Sistema CNDL, Ricardo Pereira de Almeida, que está na lista tríplice para compor o Conselho Nacional de Proteção de Dados Pessoais e da Privacidade (CNPD).

O objetivo do encontro foi buscar o apoio formal das entidades que participam do Fórum para a nomeação de Ricardo Almeida. O anúncio dos novos integrantes do Conselho da ANPD deve realizado nos próximos dias pelo Presidente da República, Jair Bolsonaro. “É muito importante ter o apoio do principal fórum de deliberação das questões de interesse das micro e pequena empresa no Brasil. É um espaço do qual participam as principais entidades nacionais”, destaca Ricardo Almeida.

A CNDL considera importante a participação de diversos setores na composição do CNPD, sobretudo uma voz do setor de Comércio, Serviços e Empreendedorismo, que representa 73% do PIB e é responsável por cerca de 27 milhões de empregos e 80% das empresas ativas no país. Só o Sistema CNDL conta com mais de 500 mil empresas associadas de diferentes ramos de atividades, sendo mais de 90% micro e pequenas empresas (MPEs), e mais de 1 milhão de pontos de vendas.

Na reunião, foi destacada a atuação e experiência de Ricardo Almeida quanto aos temas ligados à Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD), sua expertise no tratamento de dados pessoais e a representatividade da CNDL junto ao setor de comércio e serviços, em especial, da micro e pequena empresa.

Membros do Comitê de Tecnologia e Inovação do Fórum Permanente da Micro e Pequena Empresa

CNPD
Em março deste ano, o Sistema CNDL apoiou a candidatura de Ricardo Almeida ao CNPD. No início deste mês, o diretor de Segurança da Informação e Proteção de Dados do CNDL foi indicado para compor a lista tríplice de uma das 2 vagas destinadas às “Entidades Representativas do Setor Empresarial”, no CNPD.

O Conselho Diretor da Autoridade Nacional de Proteção de Dados (ANPD) foi o responsável por selecionar os nomes dos especialistas para compor 13 listas tríplices. A indicação embasará a decisão do presidente da República, Jair Bolsonaro, para nomeação ao conselho.

Ricardo Almeida tem mais de 30 anos de experiência no setor de Tecnologia da Informação (TI), sendo reconhecido inclusive por esse segmento: premiado duas vezes por seu perfil inovador (Prêmio 100+ Inovadoras no Uso de TI, 2018 e 2019). Neste período, contribuiu com o fortalecimento da economia brasileira, através do desenvolvimento e governança dos bancos de dados, como o do SPC Brasil, o maior da América Lática com informações de mais de 180 milhões de pessoas (PF/PJ). Os seus projetos de tecnologia possibilitaram a centralização das informações relevantes para uma maior confiança nas relações creditícias, garantindo segurança para quem vende e para quem compra.

É o responsável pela adequação contínua do Sistema CNDL/SPC Brasil à LGPD. Também realiza treinamentos sobre a LGPD e sua implementação em mais de 2 mil entidades vinculadas e para seus associados, em sua maioria microempresas e empresas de pequeno porte, em todas as regiões do Brasil. Além de vários cursos de especialização em TI e nas novas normas regulatórias, como a GDPR e LGPD, em busca de inovação e tecnologia, tem como referência e esteve nos principais centros de inovação no mundo, passando por San Francisco (EUA), Londres (Reino Unido) e Singapura (Ásia).

Compartilhe:
Relacionadas
Fatos e Dados

Sebrae realiza dia 28 palestra com Andrew Penaluna

Britânico Andrew Penaluna será uma das estrelas do Seminário Internacional ConheCER, no próximo dia 28 Compartilhe:
Fatos e Dados

Aplicativo da Receita promete reunir diferentes serviços de acesso

Entre os serviços disponíveis no aplicativo estão o de CPF, declaração do Imposto de Renda, acompanhamento de processos, eSocial, atividades econômicas, bem como realização de agendamento de atendimento e visualização das unidades da Receita. Compartilhe:
Fatos e Dados

Bug das redes sociais atingiu cerca de 70% das MPEs brasileiras

Segundo pesquisa feita pelo Sebrae, sete em cada dez micro e pequenas empresas usam o Instagram, Facebook e Whatsapp para anunciar e efetuar vendas. Instituição mapeia dicas dicas para evitar prejuízos. Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.