Movimento Varejo

CNDL faz webinar Pós-NRF 2020

Transmissão marcou a inauguração dos estúdios da entidade

A Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) promoveu, no dia 10 de março, o webinar Pós-NRF 2020, com a apresentação do especialista em governança corporativa e estratégia empresarial, Luis Lobão. A transmissão, feita ao vivo, diretamente da sede da entidade, teve como função principal compartilhar com o Sistema CNDL as experiências e aprendizados vividos na NRF 2020, maior feira de varejo do mundo, realizada em janeiro, em Nova Iorque. A CNDL participou do evento com uma delegação formada por empresários e lideranças lojistas de todo o Brasil.

O presidente da entidade, José César da Costa, fez a abertura do webinar e lembrou a importância da comitiva da CNDL no evento. “Nosso grupo reciclou ideias e absorveu conceitos importantes para o desenvolvimento do varejo brasileiro”, disse. “A NRF foi um fórum de debates sobre temas como sustentabilidade, impacto da tecnologia no varejo e os principais desafios enfrentados pelo setor. São discussões que, brevemente, irão impactar o varejista brasileiro”, explicou.

Segundo o presidente da CNDL, o webinar serviu como uma forma de disseminar os conhecimentos adquiridos na viagem. “Nossa ideia é levar ao maior número possível de pessoas nossa experiência. A plataforma do YouTube é um dos meios mais eficientes para isso”, afirmou.

Lobão apresentou os principais insights e tendências vistos na feira e elogiou a iniciativa do Sistema CNDL: “Foi uma ótima oportunidade para compartilharmos nossas percepções para uma audiência qualificada e ansiosa por novidades”.

Novo estúdio

A transmissão de Lobão também inaugurou as instalações do estúdio de áudio e vídeo da CNDL. Com 25 m², o espaço possui todos os recursos necessários para a produção e transmissão de produtos criados pela entidade. A ideia de fazer uma sala exclusiva para captação de imagem partiu do presidente.

“Entendemos que uma das funções primordiais da CNDL é viabilizar os meios para a difusão dos interesses do nosso setor”, explica Costa. “Com a estrutura que montamos na sede, podemos fazer entrevistas, cursos, apresentações e qualquer tipo de conteúdo que tenha valor para o Sistema CNDL e parceiros”.

As obras do estúdio foram iniciadas e finalizadas em fevereiro. O projeto conta com sistema de iluminação profissional, mesa de edição, equipamento de som e estrutura de chroma key, um fundo no qual é possível projetar imagens e cenários virtuais durante gravações e transmissões.

A sala é climatizada e teve toda a fiação adaptada para os novos equipamentos. Além disso, toda a estrutura tem tratamento acústico. Segundo o responsável técnico do projeto, Wendel Alves, a reforma foi feita com base nos melhores estúdios de TV de Brasília.

Para Lobão, o projeto está em linha com um mundo em transformação. “Existe uma importância muito grande em enviar com agilidade e qualidade uma informação ao maior número de pessoas atreladas ao seu interesse”, explica. “Essa iniciativa está de acordo com o que as pessoas querem em relação à informação, que é poder usar os conteúdos a qualquer hora e em qualquer lugar”.

“Esse é um projeto que amplifica nosso raio de ação no campo da comunicação. Já tínhamos a revista Varejo s.a., o site da CNDL e perfil nas principais redes sociais. Agora, com essa estrutura, podemos produzir conteúdo dinâmico e atrativo para ser compartilhado nos mais variados canais”, diz Costa.

O varejo digital

O foco da apresentação de Lobão no primeiro webinar gerado no estúdio da CNDL foi a disrupção do varejo – a adoção da tecnologia para que as empresas possam melhorar sua produtividade e a experiência para o cliente.

Nesse contexto, chamou atenção para o fato de que, hoje, a tecnologia passou a diminuir as barreiras entre os competidores. “Antes, a estrutura de um CRM, por exemplo, era gigantesca. Hoje, com dois ou três funcionários, é possível fazer o mesmo trabalho com custos menores”, disse.

Lobão também fez um alerta para quem acha que a tecnologia é um fim em si mesmo. “Ela é um meio, uma ferramenta que só fará sentido quando as empresas mudarem a forma de pensar seus dados e de analisar suas informações”, informou, lembrando que os dados dos clientes passam a ser ativos de qualquer empresa.

Para o especialista, a NRF mostrou que toda empresa deve estar preparada para mudanças repentinas em seus negócios. “Foi-se o tempo em que as empresas faziam um planejamento de longo prazo. Hoje, elas têm que estar prontas para mudar tudo a qualquer hora”.

Compartilhe:
Relacionadas
Movimento Varejo

Vendas do comércio varejistas crescem 1,2% e indicam retomada

Segundo a edição de setembro do Panorama do Comércio, depois do recuo observado em junho de 2021, o varejo voltou a registrar um resultado positivo no mês de julho. Compartilhe:
Movimento Varejo

Brasileiros querem fazer turismo nacional

Segundo a pesquisa Tomorrow’s Consumer, divulgada no primeiro dia de Latam Retail Show 2021, quase 60% dos brasileiros entre 60 e 80 anos desejam viajar pelo país Compartilhe:
Movimento Varejo

Abertura da Semana de Alimentação Fora do Lar tem clima de retomada com novidades

Diante de lideranças do setor e do poder público, Abrasel anunciou o Open Delivery, plataforma para facilitar a integração de pedidos que chegam por diversos sistemas. Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.