Economia e Finanças

Confiança do setor e dos consumidores cai

Sobe e desce: queda das vendas ocasionada pela pandemia fica
para trás, mas atividade do comércio perde ritmo

A Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) divulgou, ontem (12), a edição de outubro do relatório Panorama do Comércio, publicação mensal dirigido à sua base de representação, às autoridades políticas e aos formadores de opinião. O relatório compila os principais dados econômicos e sociais relacionados ao comércio.

Segundo a última edição do Panorama do Comércio, nos últimos meses, a atividade do comércio tem oscilado em torno do nível pré-pandemia. O setor recuperou-se do tombo, mas agora mostra de dificuldade para crescer mais, com meses de alta sendo sucedidos por meses de quedas. Os dados de vendas do setor mostram meses de alta das vendas, seguidos de baixa. Em setembro, mais uma vez, o faturamento do setor caiu. Considerando o desempenho do comércio varejista (que não conta os segmentos de automóveis, peças e motocicletas), o recuo foi de expressivos 3,1%.

Com dados mais recentes, referentes a setembro de 2021, a Fundação Getulio Vargas (FGV) observou uma queda na confiança dos empresários do setor de comércio. E a confiança dos consumidores também caiu em setembro, segundo dados da FGV. Nesse mesmo mês, o endividamento das famílias atingiu um nível recorde, de acordo com a CNC.

Mesmo com o avanço da vacinação, começam a surgir dúvidas sobre a capacidade de a economia manter um bom ritmo de crescimento no próximo ano. Para 2021, apesar da deterioração do cenário, as expectativas de crescimento se mantêm acima dos 5%.

Confira a edição de outubro do Panorama do Comércio.

Compartilhe:
Relacionadas
Economia e Finanças

Pix chega a 73 milhões de transações financeiras em um dia

No dia 6 de maio, uma sexta-feira, o serviço de transferências de dinheiro Pix bateu recorde de transações num único dia: foram 73.198.432 operações em 24 horas, segundo dados do Banco Central. Trata-se de um crescimento aproximado de 10 milhões de transações no comparativo com o recorde anterior, do dia 7 de abril deste ano. Para o especialista em regulação José Luiz Rodrigues, essa é uma certeza de que o Pix está sendo fundamental para que a sociedade evolua cada vez mais para hábitos digitais no cenário financeiro. Compartilhe:
Economia e Finanças

Principais datas do varejo para lojistas e consumidores

Para ajudar no planejamento, tanto dos consumidores, quanto dos varejistas, listamos as principais datas do varejo brasileiro que ainda irão acontecer em 2022. Compartilhe:
Economia e Finanças

Para 83% dos bares e restaurantes, inflação é o maior desafio do setor em 2022

Nem mesmo a melhora dos índices da pandemia e a flexibilização das regras de combate à Covid-19 por estados e municípios em todo o país têm melhorado de maneira consistente o ambiente de negócios de bares, restaurantes, lanchonetes, café e toda a cadeia do food service. Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.