Movimento Varejo

O consumo tecnológico dos universitários brasileiros

Você sabe quais são os serviços tecnológicos que são mais consumidos pelos universitários brasileiros? Em busca de respostas, a plataforma educacional Partyou, divulgou um levantamento sobre os hábitos dos universitários brasileiros em relação aos serviços tecnológicos mais consumidos por eles.

O estudo buscou entender quais as marcas de smartphone e notebook mais compradas, o sistema operacional preferido, os aplicativos mais utilizados, os streamings de música e de vídeo favoritos, as operadoras de telefonia mais consumidas e os planos mais adquiridos por esse público.

A pesquisa, aplicada entre os meses de julho e agosto de 2022, contou com respostas de 1192 acadêmicos de 200 universidades, entre públicas e privadas, presentes em quatro estados (São Paulo, Minas Gerais, Paraná e Santa Catarina) e em 126 cidades diferentes.

Além de entender suas preferências de consumo, o estudo destaca o potencial econômico dessa fatia importante do mercado para varejistas, indústria e marcas. Confira!

Conheça as marcas e os serviços tecnológicos mais consumidos pelos universitários
De acordo com o levantamento, as marcas de smartphone e notebook mais consumidas são, respectivamente, Apple (com 44% das respostas) e Dell e Acer (ambas com 24% das menções).

Ainda aparecem na sondagem as marcas: Samsung (29% das citações) e Xiaomi (14% das respostas) para aparelhos celulares, e Lenovo (15% das menções) e Samsung (11% das citações) para notebooks.

Quanto ao sistema operacional, 56% dos entrevistados afirmaram utilizar Android, enquanto 44% deles utilizam o sistema IOS.

Apps mais baixados
A pesquisa também mostra que na lista de aplicativos de serviços mais baixados e utilizados pelos estudantes universitários nos últimos 3 meses, encontram-se: o iFood, app de delivery, com 70% das menções; a plataforma de comércio eletrônico Shopee, com 46% das respostas; e o aplicativo do Mercado Livre, empresa de compra e venda de produtos online, com 31% das citações. Americanas (23%), Magazine Luiza – Magalu (18%) e ClickBus (13%) também foram aplicativos citados.

No quesito de streamings de música e vídeo favoritos dos estudantes aparecem, respectivamente, as plataformas Spotify (com 84% das menções) e Netflix (com 93% das respostas).

Outros streamings também foram citados na pesquisa, como: YouTube (11%) e Deezer (10%) para a reprodução de áudios; e Amazon Prime Video (57%), Disney+ (42%) e HBO Max (34%) para a reprodução de vídeos.

Telefonia e planos
Por fim, o estudo conduzido pela Partyou indica que na área de telefonia, as operadoras mais consumidas pelos universitários brasileiros são: Vivo (com 41% das respostas), Tim (com 30% das citações), Claro (com 21% dos respondentes) e Oi (com 5% das menções).

Com relação ao tipo de plano utilizado, os universitários afirmaram que os serviços Pré-pago, Família e Controle são os mais adquiridos, com respectivamente 33%, 31% e 22% das respostas.

Uma fatia importante do mercado de serviços tecnológicos
Em 2020, a educação superior no Brasil alcançou a marca de mais de 8 milhões de estudantes matriculados, que consomem mais de R$ 140 bilhões em produtos e serviços anualmente.

“Nosso país é formado por uma grande parcela de universitários, que devem ser enxergados como um público importante para a sociedade. Queremos mostrar ao mercado o poder e os hábitos de consumo dos jovens, evidenciando a relevância de se investir nessa população”, afirma Otávio Dutra, CEO e Cofundador da Partyou.

Vale destacar que para a realização da pesquisa, a Partyou também teve o apoio de 4 empresas juniores parceiras, associações universitárias geridas pelos próprios estudantes: Líder Jr, empresa júnior do curso de Engenharia de Produção da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) do campus de Sorocaba (SP), RPJr, empresa Júnior do curso de Relações Públicas da Universidade Estadual Paulista (Unesp) do campus de Bauru (SP), Eixo Público, empresa júnior do curso de Administração Pública da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) do campus de Limeira (SP), e JMC, empresa júnior do curso de Administração da Universidade Presbiteriana Mackenzie do campus de Campinas (SP).

Fonte: Consumidor Moderno

Relacionadas
Movimento Varejo

DORITOS®, ANTRA e TODXS promovem ação em benefício de pessoas trans

Com início no Dia Nacional da Visibilidade Trans, marca e parceiros dão continuidade ao movimento #RespeitaMinhaIdentidade para promover ação popular em benefício de pessoas trans e travestis.
Movimento Varejo

AUTOCOM 2023 trará novas tecnologias e tendências para o varejo

O evento será realizado de 28 a 30 de março, no Expo Center Norte, em São Paulo.
Movimento Varejo

Cinco dicas para atrair consumidores para o varejo físico

Especialista elenca estratégias valiosas para lojistas alavancarem as vendas já no início do ano.