Economia e Finanças

Brasileiro adere ao 'consumo ampulheta' para driblar inflação

A inflação que se consolida na casa dos dois dígitos no Brasil tem gerado um estilo de consumo diferente no país: o “ampulheta”. Neste sentido, cresce a venda de produtos nos extremos: os mais baratos, para enfrentar a alta de preços disseminada na maior parte das categorias, e os premium, que entram como compensação pela economia feita fora de casa . As marcas intermediárias perdem espaço, segundo a consultoria Nielsen|IQ.
Movimento Varejo

Pandemia e inflação aceleram avanço das marcas próprias

A pandemia e a disparada da inflação aceleraram o avanço das marcas próprias de alimentos, bebidas, itens de higiene e limpeza no carrinho de compras do brasileiro e nas prateleiras dos supermercados. Nos últimos anos, gigantes do varejo já vinham investindo na melhoria da qualidade de produtos feitos sob encomenda. Com preços, em média, 20% menores do que os das marcas líderes, a intenção das varejistas com a marca própria sempre foi fidelizar o cliente.
Movimento Varejo

4 dicas para lucrar com os novos comportamentos do consumidor

Agora, em 2022, estamos vendo a vida retornando, não ao que era antes da pandemia da Covid-19, mas sim ao “novo normal”. Mas o mundo mudou, tivemos que nós adaptar, a maneira em que nos relacionamos mudou. Estas mudanças trazem dados e insights para as empresas identificarem as tendências de consumo para este ano, e assim montarem estratégias para oferecer produtos e serviços que atendam às demandas e para aperfeiçoar cada vez mais a experiência do comprador na loja. Confira mais alguns dados sobre o comportamento de consumo do brasileiro.
Economia e Finanças

PIB de janeiro é de R$ 769,38 bilhões, segundo FGV

O Produto Interno Bruto (PIB, soma de todos os bens e serviços produzidos no país) brasileiro teve queda de 1,4% em janeiro em relação a dezembro, de acordo com o Monitor do PIB, divulgado hoje (21) pela Fundação Getulio Vargas. No trimestre móvel encerrado em janeiro, houve crescimento de 1%, em comparação com o trimestre móvel encerrado em outubro. Na comparação com janeiro de 2021, a economia cresceu 1,2%, em janeiro deste ano. Em termos monetários, o estudo estima que o PIB, em valores correntes, totalizou R$ 769,384 bilhões, em janeiro de 2022.
Fatos e Dados

Consumo das famílias tem alta de 1,23% em janeiro

O consumo das famílias brasileiras teve alta de 1,23% em janeiro na comparação com o mesmo mês de 2021, segundo levantamento divulgado hoje pela Associação Brasileira de Supermercados (Abras). Em relação a dezembro de 2021, o Índice Nacional de Consumo nos Lares Brasileiros teve queda de 21,22%.