Economia e Finanças

Pagamentos com cartões movimentaram R$ 2 trilhões em 2020

Foto: Michal Jarmoluk/Pixabay

De acordo com balanço, impulsionadas pela pandemia de Covid-19, transações através de cartões cresceram 8,2% em 2020. Segundo balanço da Abecs (Associação Brasileira de Empresas de Cartões de Crédito e Serviços), os pagamentos com cartões obtiveram um crescimento de 8,2%, comparado com 2019, totalizando R$ 2 trilhões.

Entende-se como pagamento com cartão toda transação com cartões de crédito, cartões de débito e cartões pré-pagos. Entre os três, registrou-se o maior crescimento na opção pré-paga, que teve uma alta de 107,4%. Com crescimento menor, porém importante, os pagamentos on-line com cartão de crédito registraram um aumento de 14,8%, já a opção de débito teve uma alta modesta, 2,6%. Todos comparados com o ano de 2019.

Cada vez mais, o consumidor está buscando evitar o contato com as cédulas de dinheiro. Para isso, os cartões são a principal opção, oferecendo praticidade e segurança, tanto com relação ao dinheiro quanto com a saúde.

A prova disso é o crescimento dos pagamentos com a tecnologia contactless, ou por aproximação, como ficou conhecida no mercado nacional. Este formato de pagamento cresceu 496,6% quando comparado ao ano de 2019. Outro fator que influenciou a chegada nos R$ 2 trilhões de movimentação nos pagamentos com cartões foi o crescimento no mercado de e-commerce, que bateu os 75% de alta em 2020.

As transações financeiras por forma digital se mostraram mais seguras e foram a opção preferida dos consumidores. Tal crescimento não se limitou às lojas virtuais, o comércio através das redes sociais também teve uma alta significativa. Buscando saúde e segurança, os consumidores passaram a utilizar os métodos de pagamentos com cartões para evitar o manuseio de cédulas. Por serem objetos transitórios, apresentam maior risco de contaminação do coronavírus.

Vale lembrar que, além dos cartões físicos, meios de pagamento como Samsung Pay e Google Pay também caracterizam compras com cartão, já que são feitas através das bandeiras convencionais, porém, sem o cartão propriamente dito.

Fonte: Portal Terra

Compartilhe:
Relacionadas
Economia e Finanças

Auxílio Brasil: ministro diz que governo usará R$ 30 bi fora do teto

Em participação virtual num evento de entidade da construção civil, ele confirmou parte do pagamento do benefício fora da regra fiscal e disse que o movimento não seria necessário se o Senado tivesse aprovado a reforma do Imposto de Renda. Compartilhe:
Economia e Finanças

Economia Criativa é o segmento com mais dificuldades para a retomada

12ª Pesquisa da Impacto da Pandemia nos Pequenos Negócios, realizada pelo Sebrae e FGV, aponta quase todas as atividades estão se recuperando Compartilhe:
Economia e Finanças

Governo Federal simplifica participação em compras públicas

Além de facilitar o credenciamento de empresas e de pessoas físicas para participação em licitações, o aplicativo auxiliará União, estados e municípios a acompanharem as etapas do processo de contratação Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.