Tendências e Inovação

EasyPost – Uma nova solução para o e-commerce leva produtos aos morros e regiões sem CEP

Com um modelo de negócio pioneiro no Brasil e o uso da tecnologia, a empresa EasyPost confere simplicidade e agilidade aos processos de envio e recebimento de produtos comprados pela internet
Por Taise Borges

Terminais prontos para instalação

Terminal de entrega de encomendas.

 

Aproximadamente, 11 milhões de pessoas são impedidas de receber correspondências na capital do Rio de Janeiro e de São Paulo, seja porque moram em áreas consideradas de risco, seja porque não têm Código de Endereço Postal (CEP). Com a proposta de mudar a forma de entrega e recebimento de encomendas no país, a start-up brasileira EasyPost criou uma solução inteligente capaz de incluir no segmento e-commerce milhões de potenciais consumidores que não possuem acesso ao sistema postal.
Com aporte inicial de R$ 18 milhões, a start-up reuniu tecnologias nas áreas de engenharia, automação, logística e segurança e inspirou-se em modelos europeus para desenvolver terminais de autoatendimento em que os consumidores podem retirar suas encomendas digitando apenas um código recebido via Short Message Service (SMS). O sistema de segurança conta com câmeras de leitura facial instaladas em locais estratégicos dos compartimentos. Os terminais são feitos de aço, pesam mais de uma tonelada e possuem infinitas possibilidades de tamanho e formato.
A proposta de funcionamento é a seguinte: ao comprar nos sites parceiros, o consumidor pode optar por receber a encomenda em um dos terminais inteligentes instalados. Em vez do custo de entrega, ele paga uma taxa, cujo valor varia de acordo com a política de cada loja parceira. Assim que a entrega é realizada no terminal escolhido, o cliente recebe o código. Para retirar o produto – o que pode ser feito a qualquer hora do dia –, o consumidor insere o código no sistema de autoatendimento do terminal e, só então, o compartimento abre-se.
“Vivemos uma expansão do e-commerce no Brasil. Algumas razões, como maior acesso dos brasileiros à tecnologia, praticidade na hora da compra e preços mais competitivos em relação ao varejo, explicam esse crescimento. Apesar dessa expansão, milhões de brasileiros, principalmente moradores de comunidades, continuam excluídos desse universo, pois, por algum motivo, não podem receber encomendas em sua casa. Essa população tem sido nosso foco desde o início das atividades”, explica João Mendes, diretor de produtos da EasyPost e um dos fundadores da start-up. No Rio de Janeiro, a primeira comunidade a receber o terminal foi a Cidade de Deus, região que concentra mais de 30 mil moradores.

Uma aposta no comércio virtual
O comércio eletrônico é, de fato, um dos ramos da economia que apresentam maior crescimento e boas perspectivas no Brasil. Mesmo diante de uma economia retraída, o setor fechou 2016 com faturamento de R$ 44,4 bilhões, segundo pesquisa da Ebit, empresa que trabalha com dados sobre o mercado on-line nacional. O estudo também demonstrou que o número de e-consumidores cresceu 22% em comparação com 2015 (de 39,14 milhões para 47,93 milhões). Diante dessa crescente demanda, o segmento de logística exige cada vez mais investimentos: de acordo com levantamento da Associação Brasileira de E-Commerce, entre 2013 e 2015, o custo logístico no setor de e-commerce aumentou de 58,0% para 62,6%.
A EasyPost iniciou as operações em janeiro de 2017, já em parceria com as maiores redes de comércio eletrônico e grupos de varejo do Brasil, além de 22 terminais instalados no Rio de Janeiro e em São Paulo, localizados estrategicamente em aeroportos, lojas de conveniência, shoppings e supermercados. Com essas primeiras instalações, já é possível processar mais de 50 encomendas por terminal diariamente, isto é, mais de mil entregas diárias e 30 mil ao mês. A expectativa da empresa é crescer 500% no primeiro ano de operação, ampliar a atuação para as praças de Belo Horizonte, Curitiba e Brasília e encerrar o ano com mais de 300 terminais instalados.
Além da comodidade de retirar o produto na hora e local convenientes, os adeptos da EasyPost contam com mais agilidade na entrega, possibilidade de rastrear os itens comprados e facilidades para devolução e troca de produtos. Em breve, pessoas físicas também poderão usar os terminais para trocar correspondências – o pagamento pelo serviço poderá ser feito via cartão de débito ou crédito.

Compartilhe:
Relacionadas
Tendências e Inovação

NRF 2022: As tecnologias que prometem revolucionar o varejo

A Mercado&Consumo participou de uma visita guiada aos estandes do evento e mostra as novidades. Compartilhe:
Tendências e Inovação

Empresa cria programa de influencers para melhorar a comunicação interna

A iniciativa visa otimizar a troca de informações e garantir que os conteúdos cheguem de uma ponta a outra. Compartilhe:
Tendências e Inovação

Logística e tecnologia em tempo de Natal

Diego Pontes, especialista em digitalização de processos, fala como que a tecnologia pode tornar as empresas mais eficientes no Natal Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.