Movimento Varejo

Como dimensionar o growth marketing de um e-commerce

Foto: muneebfarman/Pixabay

Então você configurou com sucesso seu próprio negócio de e-commerce. Tudo está indo bem, mas como você pode ganhar mais e acompanhar seus clientes? Agora é hora para a próxima etapa: escalar seu negócio para alcançar maiores alturas. 
  
Antes de começar o growth, porém, você precisa se perguntar: minha empresa tem capacidade para se expandir? O meu processo de pedido para pagamento e a equipe podem acompanhar o crescimento? 
  
Em vez de focar no crescimento a todo custo, você deve pensar em dimensionamento estratégico. Aumentar sua receita adicionando mais recursos com um aumento correspondente nos custos não compensa o ganho financeiro. Sua empresa não vai a lugar nenhum com esse tipo de plano. 
  
O que você precisa fazer é adicionar receita e, ao mesmo tempo, adicionar minimamente às suas despesas. Simplificando, o melhor dimensionamento aumenta a receita enquanto afeta os custos o menos possível. Envolve processos executados com a máxima eficiência. 
  
Para ajudá-lo a planejar seu próximo grande passo, vamos explicar algumas das coisas fundamentais que você precisa considerar para um aumento de escala bem-sucedido. 
  
SEO 
É importante entender que SEO superior não acontece da noite para o dia. Geralmente, leva de 6 a 12 meses para que seu SEO forneça resultados concretos. O lado bom é que 87% dos cliques de pesquisa orgânica vêm dos primeiros cinco resultados. É por isso que o SEO deve ser a base de seu marketing, se você deseja escalar.  
   
Content 
Quando você coloca seu negócio de e-commerce em funcionamento, inicialmente, tudo o que você quer é vender. Essa é uma resposta natural, mas você também precisa levar outras coisas em consideração. Além das páginas de seus produtos, as pessoas também desejam conteúdo que as ajude a aprender mais sobre os produtos e sua marca. 
  
Um estudo mostrou que 80% gostam de conhecer os produtos por meio do conteúdo do site da marca. As pessoas valorizam conteúdo de alta qualidade, relevante e envolvente. O segredo é aplicar o Princípio de Pareto, que diz que o conteúdo deve ser 80% informativo e 20% promocional. 
   
Automação 
Ao dimensionar seu negócio de comércio eletrônico, você precisa terceirizar as tarefas demoradas. Existem trabalhos mundanos que podem ocupar muitas horas de trabalho. Um sistema de automação, por sua vez, pode fazer as mesmas tarefas para você em uma fração do tempo.  Você pode encontrar várias plataformas na Internet que você pode usar para automação. De e-mails instantâneos a gerenciamento de estoque, existem muitas maneiras de automatizar seus negócios. 
   
Digital Influence 
Um simples endosso pode ser muito útil. A escolha de influenciadores em seu setor, como personalidades da mídia social, pode ajudar a expandir seus negócios. A promoção de um produto começa com a demanda. Se eu seguir uma celebridade no Instagram e ela me disser para comprar este produto, ficarei mais interessado e mais propenso a comprar. É simples assim. Para a maioria das pessoas, o feedback de seu influenciador é muito importante. Tire vantagem disso. 
 
Contratando as pessoas certas 
Você não está sozinho nisso. O sucesso do seu negócio de comércio eletrônico não será possível se você não trabalhar com a equipe certa. É sobre as pessoas terem as habilidades corretas para combinar com seus papéis e os valores de sua marca. 
  
Fonte: Administradores

Compartilhe:
Relacionadas
Movimento Varejo

Como a locomoção dos brasileiros impacta o varejo?

Confira algumas ideias para incrementar a sua loja e aumentar as vendas, com base nos dados da Pesquisa de Mobilidade Urbana 2022, da CNDL e SPC Brasil. Compartilhe:
Movimento Varejo

Compras públicas já podem ser realizadas de forma 100% digital por aplicativo

Empreendedores de todo o país já têm na palma da mão acesso fácil e eficiente às compras públicas do governo federal. Isso porque o app Compras.gov.br permite que todo o processo de compra na modalidade dispensa de licitação seja realizado de forma 100% digital. Compartilhe:
Movimento Varejo

Abertura de pequenos negócios continua em alta no país

No mesmo período de 2019 e 2020 foram abertos, respectivamente, 762 mil e 843 mil pequenos negócios, respectivamente. Já em 2021, o resultado foi de pouco mais de 1 milhão de novos empreendimentos. Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.