14 jul, 2024
0 ° C

Tecnologia na vitrine: softwares podem ajudar varejistas no Dia dos Namorados

Com altas expectativas para o dia 12 de junho, lojistas se preparam para as vendas

Shutterstock
Tecnologia na vitrine softwares podem ajudar varejistas no Dia dos Namorados

O Dia dos Namorados deve movimentar R$ 23,17 bilhões no varejo e serviços, tendo um aumento de R$ 5,1 bilhões neste ano, quando comparado ao ano passado, em pesquisa feita pelo pela CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) e pelo SPC Brasil (Serviço de Proteção ao Crédito) aponta que 61% dos consumidores brasileiros pretendem presentear no Dia dos Namorados.

A busca do presente ideal deve levar quase 100 milhões de pessoas às lojas em busca de opções que irão agradar o parceiro ou parceira e a vitrine é um dos diferenciais na hora de conquistar o cliente. Alguns softwares podem ajudar os lojistas a entenderem o seu público e oferecerem opções mais personalizadas, atraindo os clientes e aumentando as vendas.

Para Vini Luiz, diretor de inovação da Orbital, saber quais produtos chamam mais a atenção, analisar olhares, sorrisos e tempo de permanência em frente à loja é extremamente importante para entender o perfil do potencial cliente. “Afinal, se todos os cliques dos usuários são registrados, compilados e analisados durante a jornada digital, por que não fazer o mesmo no mundo físico? Foi assim que nasceu a Podash”, resume. A ferramenta citada serve para gestão de conteúdo e que, através de câmeras na vitrine, promove uma análise anônima dos dados do cliente, entregando informações essenciais para tornar as ações da varejista ainda mais assertivas com seu público.

Um dos cases deste projeto é seu uso nas vitrines da Polishop do Shopping Ibirapuera, que está auxiliando a varejista a entender melhor quem circula pelo espaço e se interessa pelos produtos da marca. “O consumo não é apenas um ponto de chegada; é um processo dinâmico que molda e é moldado pelas expectativas, emoções e necessidades do consumidor, e é nesse contexto que nasce nossa ferramenta capaz de captar emoções ao olhar para a vitrine”, garante Vini.

Segundo o executivo, o software é capaz de identificar quando um indivíduo direciona seu olhar para a vitrine da loja e analisar seu estado emocional, categorizando suas emoções em felicidade, neutralidade ou tristeza. Outras informações, como altura, idade, roupas e taxa de retorno dos espectadores também são compiladas, podendo extrair bons padrões para datas comemorativas, como o Dia dos Namorados.

Além disso, a aplicação permite o cruzamento de dados com informações de vendas, proporcionando uma análise abrangente do impacto da vitrine nas vendas, oferecendo insights valiosos para a personalização da experiência do cliente e a otimização das estratégias de marketing. “Nosso objetivo é extrair o máximo de informações valiosas e dados que impulsionam a vantagem competitiva no mercado”, conclui o diretor de inovação da Orbital.