Movimento Varejo

7 dicas para o varejo potencializar resultados na Black Friday

A Black Friday 2020 será mais desafiadora do que nunca. Isso porque o período mais relevante do ano para a indústria e o varejo acontecerá em meio à pandemia de Covid-19, o que exigirá dos dois setores um planejamento mais agressivo, que leve em conta as barreiras que o isolamento social pode criar em relação à ida dos consumidores às lojas.

Pensando nisso, o especialista em construção de marcas no ponto de venda, André Romero, diretor da Allis Comunicação, elencou sete dicas fundamentais para que as empresas se preparem para o “novo normal” da Black Friday.

“Antes de sair executando, é muito importante parar, entender, pensar e planejar, pois os desafios são grandes frente a toda a situação econômica do nosso país e da nova dinâmica de compras que se estabeleceu após o início da pandemia”, diz André..

Confira as dicas do especialista:

1 – Trabalhe com promoções reais no período.
Desde o ano passado, o Procon está com a atenção voltada ao comportamento das indústrias e redes de varejo no período que antecede a data e durante a Black Friday, de modo a garantir que o consumidor não seja enganado por promoções fictícias, sem falar do prejuízo que isso pode trazer para sua marca com a rápida disseminação nas redes sociais de tal comportamento;

2 – Tenha uma comunicação promocional simples
Durante a Black Friday, as pessoas se deparam com tantas promoções que se sentem confusas e entram, muitas vezes, no paradoxo da escolha, chegando até a não fecharem a compra;

3. Crie ações de ativação para gerar impulso.
Na maioria das vezes, o shopper que vai até o ponto de venda físico já iniciou sua jornada de compra e já tem em mente o que deseja adquirir, mas se a sua abordagem for interessante, ele sem dúvida irá repensar a sua decisão prévia e pode aumentar o consumo quando estiver na loja;

4. Seja visto fora dos pontos naturais da sua categoria.
O volume de pessoas na loja sempre aumenta durante o período da Black Friday e essa é uma grande oportunidade para você capturar o shopper que foi à loja para comprar uma determinada categoria e não estava nem pensando em adquirir o seu produto;

5. Aumente a sua equipe de merchandising.
O grande ponto durante a Black Friday, e ainda mais nesse ano, é a agilidade do processo de compra e o alto giro de produtos. Por isso, a ruptura é algo que não pode existir, visto que você precisa potencializar cada oportunidade de venda. O promotor de vendas é fundamental para a reposição, ganho de floor share e abordagem do shopper para conversão. Para aumentar os seus resultados, é fundamental que você tenha o maior número de promotores de vendas nos PDVs e para isso já existem serviços como o Allis On Demand, que por um custo muito baixo permitem que você contrate promotores por demanda;

6. Incentive vendedores e promotores.
Mais do que nunca você precisa desenvolver uma campanha de incentivo realmente atrativa e empolgante. Esse investimento, sem dúvida, além de criar um clima de entusiasmo entre seu time, fará com que o retorno aconteça mais facilmente;

7. Indústria e varejo, unam-se.
Essa é uma Black Friday desafiadora, mas se você, indústria, se unir com o seu canal de distribuição e desenvolverem, juntos, ações fora da caixa, pode ser um período promissor.

Compartilhe:
Relacionadas
Movimento Varejo

Nove em cada dez shoppings adotam ambientes pet friendly

O setor de shopping centers aderiu a tendência pet friendly e promoveu inúmeras ações e serviços com o objetivo de tornar os seus espaços cada vez mais adequados e harmônicos aos animais domésticos. Segundo o Boletim Tendências e Oportunidades, da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce), 9 em cada 10 shoppings os pets são permitidos e podem passear na companhia dos seus melhores amigos. Compartilhe:
Movimento Varejo

AmPm aposta em novo conceito de loja e atendimento omnichannel

Com lojas mais eficientes e com um novo mix de produtos, a rede de lojas de conveniência AmPm está apostando no conceito de alimentação completa, com padaria, adega, minimercado e beer cave. A nova unidade foi lançada no bairro de Moema, zona sul de São Paulo. Compartilhe:
Movimento Varejo

Brasil reduz para 3 dias o tempo de abertura de negócios em todos os estados

Pela primeira vez, todos os estados brasileiros e o Distrito Federal reduziram o tempo de abertura de empresas e negócios no nosso país para menos de três dias. Os dados são do painel da Receita Federal, gestora do sistema integrador nacional. O último estado a bater este recorde foi a Bahia. Esse é o resultado do trabalho coletivo da REDESIM nas esferas federais, estaduais e municipais, marcando conquistas que desburocratizam a abertura de empresas no Brasil e beneficiam o empreendedor brasileiro. Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.