Integra CNDL

CDL Uberlândia estuda dispensa de alvarás e licenças para empresas

Diretoria da CDL Uberlândia em reunião com o legislativo local (Foto: divulgação)

A Lei da Liberdade Econômica, promulgada em 2019, pelo presidente da República, representou um grande avanço rumo à desburocratização do ambiente de negócios e o fortalecimento da livre iniciativa.

Dentre os temas previstos pela pertinente Lei 13.874, destacamos o artigo 3º, que prevê a dispensa de alvarás e/ou licenças de funcionamento para atividades de baixo risco, que correspondem hoje a quase 60% das empresas brasileiras.

Ao desonerar 298 atividades econômicas (CNAE), a medida pode beneficiar cerca de 10,3 milhões de empresas em todo o país.

Embora a lei tenha aplicabilidade federal, caso haja divergências com as normas municipais e estaduais, prevalecem as legislações locais, ficando à critério de governadores e prefeitos aderirem e se adequarem ao decreto nacional.

Desde que a Declaração de Direitos de Liberdade Econômica foi sancionada, o governo de Minas Gerais abraçou a causa e tem se envolvido em várias ações para impulsionar o livre exercício das atividades econômicas, dentre elas, o programa MINAS LIVRE PARA CRESCER.

Instituído pelo Decreto Estadual nº 47.776, o plano municipal conseguiu implementar as diretrizes da Lei Federal em mais de 200 cidades mineiras e orgulhosamente está em primeiro lugar no ranking nacional, com 701 atividades dispensadas de alvarás e licenças (bombeiros e meio ambiente), além de cumprir a aprovação tácita normatizada pelo Decreto Federal nº. 10.178/2019.

O grande desafio agora é inserir Uberlândia dentro dessa rota de desenvolvimento econômico.

A atual legislação municipal tem categorizada 257 atividades, sendo que apenas 85 pertencem ao grupo de baixo risco. Além disso, enquanto o Programa Estadual de Desburocratização faz a concessão do alvará sanitário, alvará dos Bombeiros e do licenciamento ambiental, o decreto municipal apenas libera o alvará sanitário, o que limita muito a possibilidade de simplificar procedimentos e facilitar a abertura de novas empresas.

Em total convergência com o programa estadual e com a Lei da Liberdade Econômica, a CDL Uberlândia se prontificou a buscar o diálogo com poder público municipal, a fim de garantir um ambiente de negócios menos burocrático para empreender, produzir e trabalhar.

Com o apoio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico do estado de Minas Gerais, a entidade estuda uma proposta legislativa, capaz de garantir que as empresas de nossa cidade também usufruam dos mesmos benefícios propostos pela Lei Federal e Estadual, que já vigoram em centenas de cidades brasileiras.

Fonte: CDL Uberlândia

Compartilhe:
Relacionadas
Integra CNDL

CDL-NH completa 60 anos em defesa dos associados

CDL-NH realiza, no dia 8 de julho, jantar para comemorar seu aniversário de 60 anos. Compartilhe:
Integra CNDL

CDL Blumenau retoma o Ciclo de Palestras

A noite desta terça-feira (21) foi marcada pela retomada do Ciclo de Palestras, realizado pela CDL Blumenau em parceria com a UniSagres. Após mais de dois anos sem edições por conta da pandemia, a reestreia do evento contou com a presença do antropólogo e professor Luiz Marins, que subiu ao palco do auditório Heinz Geyer, no Teatro Carlos Gomes. Mais de 500 pessoas participaram da palestra “A grande retomada: ou somos todos vendedores ou a conta não fecha”. Compartilhe:
Integra CNDL

CDL São Caetano do Sul lança projeto de inovação

São Caetano do Sul é uma cidade localizada na região do ABC da grande São Paulo, conhecida por ter o melhor IDH do Brasil (PNUD/2010) estar entre os cinquenta maiores PIB do país e possuir uma renda per capta de mais de R$ 85.000,00. O município conta com uma população estimada de 162.763 habitantes com empregabilidade e ocupação acima de 75% e taxa de escolarização de 97% Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.