Movimento Varejo

Como liderar em tempos de crise?

O que é necessário para se tornar um bom líder? A pergunta de bilhões pode ter inúmeras respostas. Mas e quando adicionamos à equação um período de crise? O desafio triplica. Esse foi o tema do painel Leading in a time of crisis, realizado nesta quinta-feira, 03, no Web Summit.

Com a participação de Mada Seghete, co-fundadora e vice presidente da Branch, Victoria Repa, fundadora e CEO da BetterMe, Marcelo Lebre, co-fundador e COO da Remote, e mediação do jornalista Ali Aslan, o grupo de painelistas debateu as principais estratégias de sobrevivência que um bom lídber deve se orientar para sair de uma crise global, tragédias, para um cenário lucrativo. Confira abaixo os principais insights.

Como liderar em tempos de crise
Enfrentando as consequência da guerra da Rússia e Ucrânia, a fundadora e CEO da BetterMe acredita ter uma visão uma abordagem diferente dos demais presentes quando o assunto é liderar em tempos de crise. Para Victoria, liderar em tempos de crise pressupõe uma série de boas ações. “Priorize a segurança dos seus colaboradores e familiares. E tenha sempre um plano de segurança partindo do pressuposto que a gente possa enfrentar o pior cenário de lockdown que existe”, comentou.

Para Seghete, ter um backup para tempos de crise é mais que essencial. “Precisamos ter a possibilidade conseguir salvar o nosso trabalho, funcionar no pior cenário possível”.

As principais lições apreendidas
A Remote tem como objetivo permitir que os talentos e as oportunidades de trabalho se encontrem. “O talento está em todos os lugares, mas as oportunidades não”, afirma Marcelo Lebre. Fundada em um período de crise, no início de 2019, o executivo acredita ter apreendido lições importantes de liderança.

“Como líder, você tem que tomartodas as decisões em segundos. Então seja sempre gentil com a mensagem que você tem que passar. Você nunca pode falhar em ser gentil. Não importa o que está na sua frente. Ser gentil é como nós evoluimos como espécie”, comenta.

Já para Mada, o principal ensinamento é reconsiderar a forma que os feedbacks são recebidos. “Não os leve para o lado pessoal. Outro ponto importante é como você encara uma falha. Pense nela como um passo para o seu sucesso, não em algo que pode te parar. Você tem que ser resiliente para continuar o seu processo”, diz.

O que faz um bom líder?
E afinal, o que faz um bom líder em tempos de crise. Para Victoria, os pré-requisitos são dois: acreditar na sua visão de negócio e nas pessoas. “As tendências são temporárias, mas a minha visão de negócio não”, diz.

Para Marcelo, a liderança exige que o ego seja retirado da equação. “Sem ego, todo mundo sai ganhando no fim”. Já para a co-fundadora e vice presidente da Branch, a boa liderança condiz com saber capacitar as pessoas. “Você tem que entender que as outras pessoas sob a sua liderança tem que ser capazes de colocar em prática o que você, como liderança, envisionou”.

Fonte: Consumidor Moderno com Oásis Lab.

Relacionadas
Movimento Varejo

AUTOCOM 2023 trará novas tecnologias e tendências para o varejo

O evento será realizado de 28 a 30 de março, no Expo Center Norte, em São Paulo.
Movimento Varejo

Cinco dicas para atrair consumidores para o varejo físico

Especialista elenca estratégias valiosas para lojistas alavancarem as vendas já no início do ano.
Movimento Varejo

Crise nas big techs: onda de demissões em massa continua

Qual a situação dos profissionais demitidos? Quais devem conseguir rápida recolocação?