Movimento Varejo

Inovabilidade: o que é e como micro e pequenos negócios aplicam o novo valor?

Inovabilidade, do inglês, innovability, é um termo relativamente novo e ainda pouco conhecido por muitos empreendedores. O conceito carrega o valor de associar inovação e sustentabilidade na geração de produtos e serviços de uma empresa. Na prática, a inovabilidade é mais um avanço do ecossistema de inovação, no sentido de promover estratégias de desenvolvimento competitivo, rentável e com responsabilidade socioambiental.

O crescimento dos debates políticos entre países de todo o mundo sobre ações de impacto nas mudanças climáticas, a ascensão das práticas ESG (ambiente, social e governança) e o estabelecimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável definidos pela Organização das Nações Unidas são apenas alguns exemplos de que a inovabilidade é um dos novos pilares para os negócios, independente do porte.

O analista de inovação do Sebrae, Philippe Figueiredo, explica que a inovabilidade é um valor que pode ser aplicado em qualquer negócio, mas costuma fazer parte dos princípios das empresas de grande e pequeno porte por necessidades diferentes. “No caso das grandes empresas, elas costumam estabelecer a inovabilidade para aperfeiçoar processos, mitigar impactos ou melhorar fluxos de operação, por exemplo. São movimentos que acontecem com a empresa em funcionamento. Nos micro ou pequenos negócios, a inovabilidade costuma ser um valor que já nasce com a empresa, que surge em muitos casos para promover impacto social e resolver dores que já foram do próprio dono”, explica.

O futuro da inovação
Com objetivo de discutir sustentabilidade e outros temas que permeiam o universo da inovação, vem aí o 9º Congresso de Inovação da Indústria, uma iniciativa da Confederação Nacional da Indústria (CNI), com apoio do Sebrae, que está com inscrições abertas. Durante os dias 9 e 10 de março, de forma online e presencial, o evento reunirá empreendedores, pesquisadores e players de inovação nacional e internacional.

Conceitos de inovabilidade entram em pauta logo no primeiro dia, no palco principal com o CEO do Technology Innovation Institute, Ray Johnson, falando sobre o futuro da sustentabilidade impulsionada pela inovação, a partir das 11h45. Na sequência, a inovação como principal estratégia de sustentabilidade também será abordada no painel com o fundador da Granbio, Bernardo Gradin, o conselheiro da Natura, Pedro Passos, o diretor Executivo de Tecnologia e Inovação da Suzano/A, Fernando Bertolucci e o CEO da VG Resíduos, Gui Arruda.

O 9º Congresso de Inovação da Indústria contará ainda com um espaço oferecido pelo Sebrae para debates que impactam diretamente os micro e pequenos negócios. O Lounge Sebrae terá palestras, mentorias, consultorias e rodadas de negócios para os empreendedores participantes. Para se inscrever ou ver a programação completa do evento acesse aqui.

Relacionadas
Movimento Varejo

WhatsApp no meio empresarial: o poder da mensagem para engajar o cliente

A pandemia acelerou o processo de digitalização das empresas e causou mudanças visíveis no relacionamento entre cliente e marca. Alguns exemplos são o aumento das compras online, o fortalecimento do atendimento omnichannel e a busca pela melhora contínua da experiência do cliente por meio de ferramentas digitais. Nesse contexto, o WhatsApp, aplicativo de mensagens mais usado no Brasil, ganhou destaque.
Movimento Varejo

Transformação digital já é real para mais da metade das PMEs

Segundo estudo da Fundação Getulio Vargas (FGV), pelo portal Terra, dentre as micro e pequenas empresas (MPEs) do país, a transformação digital já está presente em 66% das organizações, conforme o Mapa de Digitalização das Micro e Pequenas Empresas Brasileiras, da FGV, em conjunto com a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI). Ressalta-se, ainda, que as PMEs são responsáveis por 30% do Produto Interno Bruto (PIB) e por 50% dos postos de trabalho criados no Brasil.
Movimento Varejo

Burocracia na hora de consumir é empecilho para 8 em cada 10 brasileiros

Os brasileiros ainda sofrem com um entrave bem antiquado na hora de comprar bens e serviços: a complexidade para provar quem são. Soluções para agilizar o atendimento ao cliente e finalizar uma compra como biometria, que usa a identificação da digital, ou o reconhecimento facial – também chamada de biometria facial, ainda são pouco utilizadas por empresas de varejo e serviços.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.