Brasília 40°

Dez comissões permanentes da Câmara elegeram seus presidentes

Foto: Gustavo Sales/Câmara dos Deputados

Dez comissões permanentes da Câmara dos Deputados elegeram seus presidentes na manhã desta quarta-feira (10). Elas voltarão a funcionar na semana que vem, em regime semipresencial, depois de um ano paradas em razão da pandemia de Covid-19. As outras 15 comissões elegerão seus presidentes nesta quinta-feira (11). As deputadas Flávia Arruda (PL-DF) e Bia Kicis (PSL-DF) são as primeiras mulheres eleitas para presidir as comissões Mista de Orçamento (CMO) e de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ), respectivamente.  

A Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) parabenizou, na tarde desta quarta-feira, as deputadas e os deputados eleitos para a presidência e vice-presidência das comissões de Constituição, Justiça e de Cidadania; de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços (CDEICS); e de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática (CTCI).  

“A CNDL, junto a União Nacional de Entidades do Comércio e Serviços (UNECS) e a Frente Parlamentar Mista em Defesa do Setor de Comércio, Serviços e Empreendedorismo, se disponibiliza aos membros das comissões para a construção de uma pauta positiva pelo fortalecimento do setor de comércio e serviços, e principalmente pela retomada do crescimento econômico e social do país”, destacou o presidente da UNECS e da CNDL, José César da Costa. 

Com informações Agência Câmara de Notícias .

Compartilhe:
Relacionadas
Brasília 40°

MP libera FGTS para creche e flexibiliza jornada de trabalho para mães

A MP 1.116/2022 cria o Programa Emprega + Mulheres e Jovens, que prevê medidas como a liberação dos recursos da conta vinculada ao FGTS para pagamento de creche e a flexibilização da jornada de trabalho para mães com filhos pequenos (ou pais, em alguns casos), com adoção de período parcial e compensação por banco de horas. Compartilhe:
Brasília 40°

Presidente da CNDL participa de almoço com Bolsonaro

O encontro se deu em evento promovido pela Frente Parlamentar Mista da Micro e Pequena Empresa Compartilhe:
Brasília 40°

Senado aprova Proposta de Emenda à Constituição da Economia Solidária

A PEC inclui a economia solidária entre os princípios da ordem econômica constitucional. A proposta tem um viés de redistribuição de renda no processo de produção e consumo. Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.