Economia e Finanças

Segurança digital: 48% dos brasileiros deixariam de comprar se descobrissem que a loja já sofreu um ataque cibernético

O estudo ‘Meios de pagamento – oportunidades e ameaças para o segmento’, disponível na Plataforma Gente, da Globo, mostra como as novas tecnologias transforaram os hábitos de consumo digital dos brasileiros e revela como os desafios com a segurança digital acabam impactando as preferências dos consumidores.

O estudo mostra que, de 2016 a 2021, o número de fintechs no Brasil mais que dobrou. A categoria mais representativa do segmento é a de meios de pagamento (16%), seguida de fintechs de crédito (14%); backoffice (13%); insurtech (9%); serviços digitais (8%) e criptomoedas (8%).

Com a aceleração da digitalização e o crescimento de novos consumidores no e-commerce, os canais de venda também passaram por modificações. Entre os principais canais digitais usados para a venda de produtos estão Whatsapp (84%); Instagram (51%); Facebook (42%) e lojas virtuais próprias (14%).

Apesar disso, o estudo mostra que os brasileiros enxergam as compras online como uma grande porta de acesso aos dados. 53% dos brasileiros afirma ter “muito medo” de ser vítima de situações de fraudes, golpes ou violação dos seus dados pessoais e, para 56% dos entrevistados, predomina a percepção de que os riscos superam os benefícios existentes no fornecimento de dados a empresas e instituições. Além disso, o estudo revela que 48% dos entrevistados deixariam de comprar se descobrissem que a loja já sofreu um ataque cibernético

Entre as atividades mais prováveis de acesso aos dados sem que as pessoas percebem, lideram na lista as compras online (35%); acesso a sites em geral (33%); uso de sites de busca (23%) e serviços bancários online (21%).

Fonte: Plataforma Gente

Relacionadas
Economia e Finanças

Bares e restaurantes devem criar 100 mil vagas de emprego no 2º semestre

Uma pesquisa divulgada pela Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) mostra que 35% dos empresários do setor pretendem fazer contratações neste segundo semestre.
Economia e Finanças

Pequenos negócios geram 72% das vagas de emprego no primeiro semestre

Micro e pequenas empresas criam 961 mil postos no período no país
Economia e Finanças

Faturamento de lojas físicas no Brasil cresce 22% no primeiro semestre, diz estudo

O faturamento das lojas físicas do país cresceu 22% no primeiro semestre deste ano em comparação com o mesmo período de 2021, de acordo com o levantamento de Índices de Performance do Varejo, organizado pela HiPartners Capital & Work em parceria com a Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo (SBVC).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.