16 jul, 2024
0 ° C

Golpes digitais: quais providências as empresas precisam adotar?

Especialistas apontam principais providências e alertam: precisam ser adotadas por organizações de todos os portes e atividades econômicas

Shutterstock
Golpes digitais: o que as empresas estão fazendo (ou deixando de fazer) para evitar que seus dados caiam em arapucas

Investir em segurança cibernética é uma necessidade premente nos dias de hoje, à medida que os golpes digitais se tornam mais sofisticados e frequentes. De acordo com um levantamento da Cybersecurity Ventures, espera-se que até 2025 os crimes cibernéticos causem prejuízos financeiros globais de até US$ 10,5 trilhões. Esses ataques não escolhem suas vítimas com base no tamanho ou no setor: governos, megacorporações e até mesmo pequenas e médias empresas estão sujeitos a essas ameaças.

Diante desse cenário, é crucial adotar medidas proativas para proteger os sistemas e dados empresariais. Uma das primeiras linhas de defesa é promover uma cultura de cibersegurança dentro da organização, onde todos os colaboradores estejam cientes dos riscos e das melhores práticas para evitar ameaças. Desde o uso de senhas fortes e atualizações regulares de software até a identificação de possíveis tentativas de phishing, cada membro da equipe desempenha um papel fundamental na segurança digital da empresa.

Além disso, é essencial investir em sistemas de proteção avançados. Especialistas como Fábio Zanin e Fabrizio Alves, fundadores da VIVA Security, destacam a importância de buscar uma maturidade tecnológica, onde a cibersegurança seja integrada de forma holística ao ambiente empresarial. Isso implica compreender que a segurança cibernética não é apenas uma opção, mas uma necessidade estratégica para garantir a continuidade dos negócios e proteger a reputação da marca. “Não raro, em muitos casos, as redes têm visibilidade zero. É dizer que terminais, servidores, dispositivos de redes e ativos corporativos críticos estão absolutamente expostos. Os invasores se movem sem ser detectados”, explicam.

Por isso, é fundamental implementar soluções de monitoramento e detecção de ameaças que ofereçam uma visão abrangente de toda a infraestrutura de rede. Essas ferramentas podem identificar atividades suspeitas, analisar padrões de tráfego e responder rapidamente a possíveis violações de segurança. Com a adoção de uma abordagem proativa e a implementação de tecnologias avançadas, as empresas podem fortalecer suas defesas contra os cada vez mais sofisticados golpes digitais.

Para garantir uma segurança cibernética robusta, é essencial adotar várias medidas proativas que fortaleçam as defesas da empresa contra os ataques. Uma dessas medidas é garantir a visibilidade completa da rede, o que permite detectar qualquer tentativa de ataque ou propagação de malware. Os especialistas recomendam a integração de ferramentas tecnológicas em uma plataforma única. “Com a integração, monitora-se toda a infraestrutura, criando correlações entre eventos aparentemente díspares para criar uma história completa de ataque e aumentar a visibilidade da rede”.

Outro aspecto crucial é garantir a segurança das APIs (Interfaces de Programação de Aplicativos), que são amplamente utilizadas em diversas operações, desde e-commerce até transações financeiras. De acordo com gestores da VIVA Security, as APIs são frequentemente alvo de invasores, muitas vezes disfarçados de usuários legítimos. Portanto, é fundamental implementar soluções de proteção de APIs capazes de aprender com o tráfego e identificar anomalias de forma automática.

Além disso, é necessário realizar simulações de violação e ataques, semelhantes às simulações de sinistros no mundo físico, para preparar a equipe para possíveis incidentes no ciberespaço. “A segurança contra golpes digitais não pode ser algo só reativo. Tem que ser um esforço de segurança proativo, antecipando-se às invasões, em vez de só desfazê-las”, defendem os gestores.

Por fim, é fundamental ter uma visão holística de todos os ambientes e adotar uma abordagem integrada para a segurança cibernética. A proteção eficaz contra ameaças digitais resulta da combinação de diversas soluções de segurança, equipes devidamente treinadas e funcionários conscientes dos riscos e das melhores práticas de segurança.