Fatos e Dados

Varejo brasileiro inaugurou mais de 200 mil lojas em 2021

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

O setor de varejo abriu 204 mil novas lojas no Brasil ao longo de 2021. O número foi divulgado pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) na última segunda-feira (7).

O resultado leva o país a alcançar o melhor avanço anual do setor desde 2018.

Um estudo da entidade, com base em dados do Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), concluiu que o comércio varejista fechou o ano com acréscimo de 4,5%.

Dessa forma, o resultado compensou a retração de 1,4% registrada em 2020, ano marcado pela decretação da pandemia da Covid-19, por parte da Organização Mundial da Saúde (OMS).

A entidade ressalta que o maior destaque neste período foram os pequenos negócios.

Mais de 92% do total de comércios abertos foram microempresas e estabelecimentos comerciais de pequeno porte.

Os dois modelos de negócio tiveram, respectivamente, um aumento de 158,2 mil e 29,9 mil companhias.

Na análise regional, os melhores desempenhos ficaram com São Paulo (55,7 mil), Minas Gerais (18,3 mil), Paraná (15,1 mil) e Rio de Janeiro (14,1 mil). Juntos, esses quatro estados concentraram mais da metade das lojas abertas no ano passado.

Presidente da CNC, José Roberto Tadros, ressalta que 2021 foi um momento de recuperação para o ramo.

“A flexibilização das restrições impostas ao varejo em diversos estados e municípios, especialmente após o fim da segunda onda da pandemia, e o avanço da vacinação, contribuíram para a tendência de aumento da circulação de consumidores e, certamente, estimulou o movimento de reabertura de estabelecimentos comerciais”, pondera.

Já o responsável pelo estudo, Fábio Bentes, chama a atenção para os desafios do ramo em 2022, mesmo com os sinais de recuperação apresentados na última avaliação.

“Ao contrário de 2020, quando o setor esteve sujeito a diversas medidas restritivas para tentar conter o agravamento da crise sanitária, os maiores obstáculos à retomada mais vigorosa do nível de atividade do comércio se concentraram na deterioração das condições econômicas”, destaca o economista da CNC.

Fonte: CNN Brasil

Compartilhe:
Relacionadas
Fatos e Dados

Universidade Ancar Ivanhoe abre inscrições para cursos gratuitos voltados para varejo

A UAI conta com uma experiência 100% digital de fácil acesso, além de conteúdos interativos desenvolvidos por especialistas do ramo. Compartilhe:
Fatos e Dados

Serviços estão 5,4% acima do nível pré-pandemia, mostra IBGE

A queda de 0,2% no volume de serviços prestados no País em fevereiro ante janeiro fez o setor de serviços funcionar em patamar 5,4% superior ao de fevereiro de 2020, antes do agravamento da crise sanitária no País. Em janeiro, os serviços estavam 5,6% acima do pré-covid. Os dados são da Pesquisa Mensal de Serviços, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Compartilhe:
Fatos e Dados

Três a cada cinco brasileiros temem o vazamento de dados em compras on-line

De acordo com levantamento realizado pela PSafe, empresa de segurança digital da América Latina, e divulgado no portal da CNN, três a cada cinco brasileiros têm medo de ter os seus dados vazados ao realizarem compras na internet. Das pessoas consultadas (mais de 8.600), 59% apontaram o vazamento de dados como sendo um medo real nessas transações. Além disso, também foi mencionado como alarmante o roubo de dados bancários (52%) – os respondentes podiam escolher mais de uma opção. Na sequência, estão como principais preocupações ter o cartão clonado (48%) e o não recebimento de produtos (48%). Apenas 4,5% relataram não ter nenhum tipo de receio. Compartilhe:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.