Opinião

Marketplaces: as vantagens na jornada do consumidor

O e-commerce cresceu muito no Brasil, em especial nos últimos dois anos. A Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm) aponta que em 2021 o faturamento do setor foi de R$ 150,8 bilhões, o que significa um aumento de quase 20% em relação a 2020. Em número de pedidos, foram mais de 335,2 milhões, um crescimento de 11%. Esse avanço abre uma oportunidade para os marketplaces. Para 2022, a expectativa é que o e-commerce fature 12% a mais que 2021.
Movimento Varejo

34% dos empreendedores no Brasil são mulheres

Cerca de 10,1 milhões de mulheres empreendem no Brasil, em 2022, segundo a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad). Contudo, mais da metade das mulheres começam um negócio por necessidade. A confeiteira Rayane Wents é uma delas. Há um ano, no batizado do filho, a brasiliense mostrou para os convidados suas habilidades com bolos e doces.
Opinião

Mercado B2B e B2C: diferenças na jornada

O mercado B2B compreende um público específico, segmentado e seleto. As principais diferenças entre os dois modelos de negócio estão nas vendas efetuadas. De uma forma geral, B2B significa Business to Business, ou seja, são as empresas que vendem produtos ou prestam serviços para outras empresas, pessoas jurídicas.
Economia e Finanças

Ipea mantém previsão de 1,1% para crescimento do PIB em 2022

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) manteve a previsão de crescimento de 1,1% para a economia brasileira neste ano. O boletim Visão Geral da Conjuntura, divulgado na quinta-feira (31/03), traz mudanças na composição setorial do crescimento. O setor de serviços teve revisão para cima na previsão de crescimento, que passou de 1,3% para 1,8%. Esse otimismo decorre da evolução desse setor com a expectativa de redução gradual dos efeitos da crise sanitária da Covid-19 sobre a mobilidade urbana e as atividades econômicas. De acordo com o Ipea, a recuperação do setor deverá sustentar o bom desempenho dos indicadores de emprego, gerando um efeito positivo na procura por serviços dentro do país.
Movimento Varejo

Aumento de vendas no e-commerce impacta logística brasileira

Com um total de mais de R$ 161 bilhões, as compras online no Brasil bateram um recorde em 2021. O valor representa um aumento de 26,9% em relação ao ano anterior. No mesmo período, o número de pedidos cresceu 16,9%, totalizando mais de 353 milhões de entregas. Os dados são da Neotrust, empresa responsável pelo monitoramento do e-commerce no país.
Movimento Varejo

Pandemia e inflação aceleram avanço das marcas próprias

A pandemia e a disparada da inflação aceleraram o avanço das marcas próprias de alimentos, bebidas, itens de higiene e limpeza no carrinho de compras do brasileiro e nas prateleiras dos supermercados. Nos últimos anos, gigantes do varejo já vinham investindo na melhoria da qualidade de produtos feitos sob encomenda. Com preços, em média, 20% menores do que os das marcas líderes, a intenção das varejistas com a marca própria sempre foi fidelizar o cliente.
Fatos e Dados

Alta nas vendas on-line estimula novos negócios digitais

A pandemia da Covid-19 acelerou o crescimento do mercado digital, que já era esperado, e o consumidor brasileiro aderiu de vez às compras pela internet. De olho nessa tendência, muitos brasileiros têm investido em novos negócios on-line ou levado as vendas das empresas para a Internet. Para colocar essas ideias em prática, empreendedores estão buscando conhecimento em técnicas, ferramentas e conceitos de marketing necessários para estruturar negócios eficientes de vendas on-line.