Economia e Finanças

MPEs vencem 65,5% das licitações no Comprasnet

As Micro e Pequenas Empresas (MPE) venceram 65,5% das compras públicas (processos homologados) realizadas em 2020. Ao todo, foram realizados mais de 95 mil processos de compras, movimentando um total de R$ 49,5 bilhões, segundo o Painel de Compras do governo federal. Deste número, cerca de R$ 15 bilhões foram contratados com MPE. As informações foram divulgadas, nesta segunda-feira (5/10), pelo Ministério da Economia (ME), para celebrar o Dia Nacional da MPE.

“Este setor é o que mais emprega no Brasil e trabalhamos para fomentar ainda mais a participação deste grupo empresarial nas compras públicas”, afirma o secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do ME, Caio Paes de Andrade. “Nossa meta é transformar o ciclo de vida das aquisições públicas, tornando todo o processo digital para facilitar o dia a dia de trabalho tanto dos gestores e servidores públicos quanto dos fornecedores”, complementa.

Os dados divulgados hoje contemplam as compras realizadas pelo governo federal e também aquelas praticadas por outros entes da Federação, como estados e municípios, que utilizam o Sistema de Compras do governo federal (Comprasnet). “Em setembro, o Decreto nº 10.024/2019 completou um ano de existência. As novas regras provocaram a adesão de mais de 1.200 municípios ao Comprasnet”, afirma o  secretário de Gestão do ME, Cristiano Heckert.

AntecipaGov

Outra medida do ministério para incentivar a participação dos micro e pequenos empresários nas aquisições públicas foi o AntecipaGov. Na última semana, o ME divulgou o edital para credenciamento de instituições financeiras. Na prática, os fornecedores do governo federal poderão utilizar o contrato assinado com o governo como garantia em empréstimos ou financiamentos.

Atualmente, há cerca de R$ 56 bilhões em contratos ativos no Poder Executivo Federal passíveis de receber a antecipação de crédito por meio do AntecipaGov. Cerca de R$ 12 bilhões estão distribuídos entre 6 mil empresas com capital social de até R$ 5 milhões. 

Fonte: Ministério da Economia

Compartilhe:
Relacionadas
Economia e Finanças

“Às vezes só rearranjo financeiro resolve, não é necessário investimento”, diz Camila Farani

Considerada uma das maiores investidoras-anjo do país, a empresária recomenda que empreendedores busquem organização financeira e fiquem de olho nas tendências de futuro Compartilhe:
Economia e Finanças

Consumo nos Lares Brasileiros cresceu 1,97% em novembro

Dados da ABRAS apontam que de janeiro a novembro de 2021 o consumo se manteve positivo, acumulando 2,88%. Compartilhe:
Economia e Finanças

IPCA de 10,06% em 2021 abre nova margem no teto de gastos do governo

Inflação oficial é a mais alta em seis anos Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.