Movimento Varejo

Promoções dentro da lei

A chegada do verão também aquece as vendas no fim do ano. Datas como a Black Friday e o Natal estimulam as compras e o lojista aposta em ações para impulsionar o comércio. Para sorteios e outros tipos de promoções, é preciso registro e autorização. A legislação mudou e é preciso estar atento às regras para evitar multas.

Há variados tipos de promoções e, cada uma, possui regras. Dos sorteios online aos concursos culturais, é preciso registrar no órgão competente: Caixa Econômica Federal ou na Superintendência de Seguros Privados (Susep).

Além da exigência de autorização e cumprimento de regras de promoções como sorteios, vale-brinde (brindes dentro do produto) e concursos, a Lei nº 5.768/71 passou a exigir o registro de promoções como o “Compre e Ganhe”, dependendo de características como limitação de estoque. As novas orientações partiram da Sefel (Secretaria de Acompanhamento Fiscal, Energia e Loteria), do Ministério da Fazenda.

Para elaborar uma boa ação dentro da lei o comerciante deve levar em consideração os detalhes da regulamentação, que precisam ser respeitados. O valor do registro, por exemplo, é calculado a partir do preço dos itens do prêmio. Assim, ponderando as limitações e características do negócio, é possível definir qual a melhor estratégia para alcançar as metas desejadas. Neste caso, além de contar com uma expertise de marketing, é importante considerar uma consultoria jurídica.

Atraindo o público

Shoppings Centers costumam investir em promoções sazonais, com ações como sorteios carros ou de “Compre e Ganhe. É o caso do Pier 21, o maior Festival Center de Brasília, parte do Grupo AD Shopping. A coordenadora de marketing, Mariana Frota, conta que as ações deste ano serão concentradas em uma agenda cultural para atrair os consumidores, com foco no público que usufrui da área de lazer. “O Pier 21 recebe no fim do ano uma quantidade expressiva de clientes para confraternizações, jantares com a família, atividades de lazer. Buscam um passeio mais tranquilo para fugir da famosa correria de compras de natal de outros shoppings”, detalha Mariana.

Pensando na característica de lazer do shopping, este ano, será oferecido apresentações de corais e bandas natalinas, shows de dança e flash mobs, arrecadação de doações para instituições carentes e decoração natalina como uma das opções de cartão postal da cidade.

Para incentivar as vendas, o shopping irá realizar um “Compre Ganhe”. Num período de 15 dias, a cada R$ 250 em compras, o cliente ganha um panettone Casa Suíça. Basta juntar as notas fiscais das compras. “Além de incrementar a experiência do cliente no final de ano com opções afetivas em momentos de entretenimento, também podemos provocar as compras”, avalia Frota. Segundo ela, o shopping prevê um aumento de 12% no fluxo de clientes e, consequentemente, aumento em vendas no varejo, gastronomia e lazer.

Compartilhe:
Relacionadas
Movimento Varejo

Logística reversa: 10 ações que reduzem as devoluções no e-commerce

Segundo dados de uma recente pesquisa da Ebit|Nielsen, atualmente quase 30% das compras online são devolvidas ou trocadas no Brasil. Compartilhe:
Movimento Varejo

O algoritmo está mudando a maneira de consumir e produzir conteúdo?

Com o aumento considerável de opções ao dispor do consumidor, implementar tecnologia e análise de dados nos processos criativos se tornou obrigação das marcas. Compartilhe:
Movimento Varejo

Shoppings estão otimistas e fazem investimentos

O segmento brasileiro de shopping centers aposta na retomada da economia e planeja faturamento de R$ 150 bilhões e a inauguração de mais oito centros comerciais ainda este ano. Compartilhe:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.