Brasília 40°

CNDL participa de mobilização em prol do PL 108/2021

O PL 108/21 propõe o aumento do limite do teto de faturamento anual de R$ 81 mil para R$ 144,9 mil para os microempreendedores individuais com até dois empregados

Parlamentares e entidades de comércio e serviços vão discutir o projeto que propõe o aumento do limite do teto do Simples Nacional

O deputado Darci de Matos (PSD-SC) é o relator do PL 108/2021
Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados

A CNDL — Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas participará do encontro com empresários, lideranças e parlamentares para discutir o parecer final do PLP 108/2021, que trata do aumento do teto do MEI das micro e pequenas empresas do Simples Nacional.

A reunião, que acontecerá amanhã (8/11), na Câmara dos Deputados, é uma iniciativa da FCS — Frente Parlamentar de Comércio, Serviços e Empreendedorismo, que está empenhada em aprovar o texto do relator do projeto, o deputado Darci de Matos (PSD-SC).

O projeto propõe o aumento do limite do teto de faturamento anual de R$ 81 mil para R$ 144,9 mil para os microempreendedores individuais com até dois empregados, de R$ 360 mil para R$ 869 mil para as microempresas, e de R$ 4,8 milhões para R$ 8,6 milhões para as empresas de pequeno porte.

No encontro, o Darci de Matos (PSD-SC) fará a apresentação de seu parecer e discutirá detalhes do projeto. A CNDL é defensora da mudança do teto do Simples Nacional. Para o presidente da entidade, José César da Costa, essa é uma demanda que beneficia não só milhares de empresas mas o país como um todo.

“Hoje, a CNDL não tem dúvidas que lutar por uma tabela mais justa é, acima de tudo, uma ação estratégica de desenvolvimento econômico e social do Brasil”, opina.

O presidente da CNDL lembra que teto do Simples não é reajustado desde 2006 e que o cenário econômico exige uma correção na tabela.

“Depois de uma série de crises, os custos para o empresário aumentaram e o dinheiro foi corroído por uma inflação que alcançou os dois dígitos”, diz. “Hoje, os valores estipulados na tabela do Simples estão bem abaixo da realidade e a correção é fundamental para fomentar o crescimento das micro e pequenas empresas e a geração de empregos formais”, diz.

A reunião com os empresários, entidades e parlamentares vai acontecer às 17h no Plenário 2 da Câmara dos Deputados.

Relacionadas
Brasília 40°

Geraldo Alckmin participa da posse da nova diretoria da Abras

Além do vice-presidente da República, ministros de Estado também confirmam presença na cerimônia de posse da nova diretoria e reeleição do presidente João Galassi.
Brasília 40°

Arrecadação federal atinge R$ 210,19 bilhões em dezembro de 2022

Valor mostra aumento real de 2,47% em relação a 2021, diz Receita
Brasília 40°

Aumento de impostos é medida mais provável do pacote fiscal, diz IFI

Relatório da IFI divulgado nesta quarta analisa plano do Ministério da Fazenda para reduzir déficit.